De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Motores

Motonáutica: Duarte Benavente vice-campeão do mundo

O piloto português Duarte Benavente perdeu para Rashed Al Qemzi o título de campeão do mundo de motonáutica em Fórmula 2, na derradeira prova realizada em Vila Velha de Ródão, no distrito de Castelo Branco.

Duarte Benavente partiu para esta última prova na segunda posição, cabendo a ‘pole position’ ao piloto dos Emirados Árabes Unidos, Rashed Al Qemzi, que ao longo das 45 voltas do circuito liderou sempre a prova.

Rashed Al Qemzi completou as 45 voltas em 00:36:08 minutos, tendo Duarte Benavente gasto mais 08.686 segundos, numa prova que contou com uma forte presença de público ao longo das duas margens do rio Tejo.

“Os campeonatos são assim, não se ganham todos anos, mas estivemos na luta, demonstramos que podíamos ter estado na luta, mais acima na classificação, mas os erros pagam-se caros. A corrida da Lituânia foi uma corrida muito estranha e, portanto, nada a dizer”, disse o piloto português Duarte Benavente, em declarações à agência Lusa.

Além de se manifestar satisfeito com a sua prestação, Duarte Benavente classificou a última prova do campeonato do mundo de motonáutica em Fórmula 2 como um evento “espetacular”.

Já o presidente da Federação Portuguesa de Motonáutica (FPM), Paulo Ferreira, destacou que Portugal é vice-campeã do mundo da modalidade, sublinhando ainda que o país é a “capital” da motonáutica.

“Foi uma recuperação fabulosa (prestação de Duarte Benavente), duas provas, em Baião e Vila Velha de Ródão”, acrescentou.

Para o presidente da Federação Portuguesa de Motonáutica, Vila Velha de Ródão é um concelho que “sabe receber”, tendo uma “massa humana fabulosa, fantástica”.

O presidente da Câmara de Vila Velha de Ródão, Luís Pereira, fez por sua vez um balanço “extremamente positivo” da passagem do evento pelo concelho, destacando a importância da prova a nível mundial.

“Esta é uma das grandes apostas que o município tem vindo a fazer, nós temos aqui este fantástico plano de água (rio Tejo) em Vila Velha de Ródão, com as Portas de Ródão como pano de fundo e faz todo o sentido esta aposta no rio”, disse.

“É através de eventos destes, com esta projeção, que projetam o nosso país internacionalmente e se afirma as capacidades deste território”, acrescentou.

#portugalpositivo