BOM DIA https://bomdia.eu Portugal no Mundo Sun, 29 Mar 2020 16:36:47 +0000 pt-PT hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.9.13 Mais jovem vítima de coronavírus na Europa é portuguesa https://bomdia.eu/mais-jovem-vitima-de-coronavirus-na-europa-e-portuguesa/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=mais-jovem-vitima-de-coronavirus-na-europa-e-portuguesa https://bomdia.eu/mais-jovem-vitima-de-coronavirus-na-europa-e-portuguesa/#respond Sun, 29 Mar 2020 16:36:47 +0000 https://bomdia.eu/?p=218550

Um jovem de 14 anos residente em Ovar morreu esta madrugada no Hospital São Sebastião, em Santa Maria da Feira, na sequência de infeção por Covid-19, revelou o vice-presidente da Câmara de Ovar. Domingos Silva confirmou o óbito referindo que “é a vítima mais jovem até à data” no seu concelho, mas é, segundo várias […]

O conteúdo Mais jovem vítima de coronavírus na Europa é portuguesa aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
Um jovem de 14 anos residente em Ovar morreu esta madrugada no Hospital São Sebastião, em Santa Maria da Feira, na sequência de infeção por Covid-19, revelou o vice-presidente da Câmara de Ovar.

Domingos Silva confirmou o óbito referindo que “é a vítima mais jovem até à data” no seu concelho, mas é, segundo várias fontes, também a mais jovem vítima da covid-19 na Europa.

Vitor Rafael Bastos Godinho, jovem futsalista do Centro Cultural e Recreativo de Maceda, de 14 anos, tinha sido hospitalizado no sábado e fez um teste ao novo coronavírus que deu positivo, e acabou por não resistir. O jovem, natural de Ovar, sofria de psoríase.

Na conferência de imprensa diária sobre a covid-19, a ministra da Saúde, Marta Temido, declarou que os pormenores clínicos sobre a causa do óbito ainda estão sob investigação e realçou que a morte do jovem de 14 anos ainda não está refletida no boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), hoje apresentado.

Graça Freitas, diretora da DGS, acrescentou que o rapaz em causa evidenciava “uma situação complexa dentro do seu estado clínico habitual”, que se agravou para um “estado agudo nas últimas 24 horas”.

A morte do referido jovem de 14 anos junta-se assim a cinco outros óbitos que no sábado já se contabilizavam em Ovar, concelho do distrito de Aveiro onde a 17 de março foi declarado o estado de calamidade pública devido ao novo coronavírus e que desde dia 18 está sujeito a cerco sanitário com controlo de fronteiras e encerramento de toda a atividade empresarial que não envolva bens de primeira necessidade.

O conteúdo Mais jovem vítima de coronavírus na Europa é portuguesa aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/mais-jovem-vitima-de-coronavirus-na-europa-e-portuguesa/feed/ 0
Luso-americanos da Florida com medo do novo coronavírus https://bomdia.eu/luso-americanos-da-florida-com-medo-do-novo-coronavirus/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=luso-americanos-da-florida-com-medo-do-novo-coronavirus https://bomdia.eu/luso-americanos-da-florida-com-medo-do-novo-coronavirus/#respond Sun, 29 Mar 2020 16:27:36 +0000 https://bomdia.eu/?p=218548

Luso-americanos da Florida, Estados Unidos da América, registam o medo instaurado pelo novo coronavírus, mas expressam esperança no futuro e confiança por terem ultrapassado outros desastres no passado, numa altura em que dizem ter retomado muitos contactos com Portugal. Carolina Rendeiro, cônsul honorária de Portugal em Miami, disse à Lusa que a população está a […]

O conteúdo Luso-americanos da Florida com medo do novo coronavírus aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
Luso-americanos da Florida, Estados Unidos da América, registam o medo instaurado pelo novo coronavírus, mas expressam esperança no futuro e confiança por terem ultrapassado outros desastres no passado, numa altura em que dizem ter retomado muitos contactos com Portugal.

Carolina Rendeiro, cônsul honorária de Portugal em Miami, disse à Lusa que a população está a “fazer frente” à crise com novas maneiras de trabalhar e considerou que a comunidade luso-americana, “por estar há muitos anos nos Estados Unidos, aprendeu a ter uma resiliência forte”.

O Estado da Florida, no sul dos Estados Unidos da América (EUA), conta mais de quatro mil infetados e meia centena de mortos pelo novo coronavírus, segundo os últimos balanços oficiais.

A cônsul honorária está ativa em prestar auxílio a viajantes portugueses que ficam retidos no aeroporto de Miami, sem reembolsos e sem opção, nomeadamente com facilidade de contactos com responsáveis do aeroporto.

“Tivemos dois estudantes que estavam sem dinheiro e cujo voo tinha sido cancelado. A companhia aérea não ia realizar o voo, mas também não reembolsava os bilhetes pagos. Ajudámos em conseguir falar com os diretores do aeroporto, para facilitar a viagem com outra companhia aérea. Pagaram a viagem de regresso, mas conseguiram sair”, contou Carolina Rendeiro.

Profissional de consultoria em negócios estrangeiros, Carolina Rendeiro espera “uma expansão enorme no setor da bioquímica, biomedicina e ‘startups’ (…), porque todas as nações estão a pedir” soluções e curas para a pandemia do novo coronavírus.

“Eu estou ansiosa para ver, daqui a dois, três ou quatro meses o resultado disto, acho que vai ser oportunidade e não só tristeza”, disse a portuguesa, com a confiança de que a crise, como todas as lutas, tem de inspirar uma “nova maneira de viver e de ser”.

A empresária Gloria Sousa, residente na cidade de Port Saint Lucie, mostrou-se apreensiva, em conversa com a Lusa, pela volatilidade da situação social.

“O que o Governo diz e o que está aqui a acontecer são duas histórias diferentes” comentou, preocupada com a escassez de recursos e a dificuldade de encontrar alimentos frescos nos supermercados.

“Há muitas pessoas em casa que estão doentes, mas não querem sair da porta para fora, porque têm medo”, relatou Gloria Sousa, referindo que os pacientes não são tratados sem marcação ou se não apresentarem sintomas críticos da covid-19.

A empresária decidiu fechar o escritório de “medical billing” (gestão de seguros e despesas de saúde), que dirige em Port Saint Lucie, na sexta-feira, porque tinha uma funcionária com febre, um dos sintomas da covid-19.

Gloria Sousa concluiu que pequenas empresas, de qualquer área de atividade, podem estar ameaçadas de fechar permanentemente, com dificuldades de pagamentos de rendas ou de salários aos empregados devido às medidas de contenção.

“No meu negócio também pode acontecer. Se as minhas portas estiverem fechadas mais de três meses, não vale a pena abrir mais”, adiantou.

Por outro lado, o negócio de venda de casas, que Gloria Sousa realiza, também está parado, por causa das alterações no trabalho dos bancos envolvidos ou advogados.

“Há poucas pessoas a procurarem [casas], porque ninguém sabe o que vai acontecer”, explicou, acrescentando que o setor da construção também está parado.

O consultor financeiro natural da Póvoa de Varzim, residente em Miami, Ilídio Pinheiro comentou que o mundo enfrenta duas pandemias: a do vírus e da bolsa financeira.

“Eu e todos os colegas que estamos na banca de investimento internacional somos ‘bombardeados’, e ainda bem, diariamente, hora a hora [com contactos dos clientes]. Tem sido um arrasar de investimentos, uma calamidade. Passou de pandemia do vírus a pandemia da bolsa”, resumiu, indicando que está em quarentena voluntária, como grande parte dos colegas de profissão.

No entender do especialista, os investidores entendem que seria “erradíssimo” sair da bolsa nesta altura, porque quando a situação estabilizar, todos os preços estarão “irrisoriamente mais altos”.

Ainda assim, os portugueses continuam com a máxima de que “a esperança é a última a morrer”, disse Ilídio Pinheiro, membro do conselho de administração do Conselho Luso-Americano de Liderança (PALCUS).

“Estamos todos com uma esperança enormíssima (…) para que passe como todas as outras crises. Aqui nesta área dos EUA já passámos por bastantes tempestades tropicais”, lembrou Ilídio Pinheiro.

O conteúdo Luso-americanos da Florida com medo do novo coronavírus aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/luso-americanos-da-florida-com-medo-do-novo-coronavirus/feed/ 0
Arquétipo do silêncio! https://bomdia.eu/arquetipo-do-silencio/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=arquetipo-do-silencio https://bomdia.eu/arquetipo-do-silencio/#respond Sun, 29 Mar 2020 16:23:37 +0000 https://bomdia.eu/?p=218546

Subtrai- se ao arquétipo do silêncio a palavra inaugural da luz! A génese indizível do cosmos e do tempo! Das mãos do artista há todo um mundo que ressoa no cromatismo e na vibração im-permanente da cor. Na sombra negra, o inicio da tragédia humana, a forma inicial da condição do homem e dos seus […]

O conteúdo Arquétipo do silêncio! aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
Subtrai- se ao arquétipo do silêncio a palavra inaugural da luz! A génese indizível do cosmos e do tempo!

Das mãos do artista há todo um mundo que ressoa no cromatismo e na vibração im-permanente da cor.

Na sombra negra, o inicio da tragédia humana, a forma inicial da condição do homem e dos seus desígnios. Luz e sombra! Vida e morte! Perdição e rendição!

Rituais a circunscrever o lugar do sagrado e a inexorável passagem do tempo no coração dos homens.

Na imensidade do azul um feixe de luz abraça o olhar. Evocação do espírito!

A manifestação do divino que se impõe na abstração das formas e na simbologia da palavra.

A manifestação visível, intocável, porém, da face etérea e material da vida.

Luz e sombra, dor e paixão!

Substância da alma e da realidade.

Na cor, na harmonia das formas , o encanto da luz e o gemido da dor.
Apolo e Dionísio a marcar os mistérios da alma, da tela e do poema.

@São Gonçalves
Tela: Edite Melo – Contemporary Art

O conteúdo Arquétipo do silêncio! aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/arquetipo-do-silencio/feed/ 0
Embaixada em Pequim numa corrida contra o tempo para obter equipamento https://bomdia.eu/embaixada-em-pequim-numa-corrida-contra-o-tempo-para-obter-equipamento/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=embaixada-em-pequim-numa-corrida-contra-o-tempo-para-obter-equipamento https://bomdia.eu/embaixada-em-pequim-numa-corrida-contra-o-tempo-para-obter-equipamento/#respond Sun, 29 Mar 2020 16:19:20 +0000 https://bomdia.eu/?p=218544

O embaixador português em Pequim admitiu estar numa “corrida contra o tempo” para garantir equipamento médico vital na luta contra a epidemia do novo coronavírus, numa altura de forte aumento da procura a nível mundial. “Queremos lutar pelos nossos cidadãos e ter a capacidade de cumprir com a nossa obrigação. O problema é que o […]

O conteúdo Embaixada em Pequim numa corrida contra o tempo para obter equipamento aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
O embaixador português em Pequim admitiu estar numa “corrida contra o tempo” para garantir equipamento médico vital na luta contra a epidemia do novo coronavírus, numa altura de forte aumento da procura a nível mundial.

“Queremos lutar pelos nossos cidadãos e ter a capacidade de cumprir com a nossa obrigação. O problema é que o mundo está cá todo”, afirmou à agência Lusa José Augusto Duarte, à margem de um encontro comemorativo da doação de quase quatro milhões de euros em equipamento médico pela EDP e pela sua acionista chinesa, a estatal China Three Gorges (CTG), ao Ministério da Saúde português.

A EDP e a CTG entregaram esta manhã na embaixada portuguesa em Pequim 50 ventiladores, 200 monitores médicos e outros equipamentos, que serão agora enviados para Portugal.

Lembrando que o montante oferecido “não é brincadeira”, Augusto Duarte revelou que a CTG foi a primeira empresa do país asiático a oferecer ajuda às autoridades portuguesas.

A oferta surge numa altura em que os ‘stocks’ mundiais se têm mostrado insuficientes para a elevada procura, à medida que a doença se alastra por todo o mundo, fazendo mais de 31 mil mortos e paralisando países inteiros.

A crise de saúde pública, que começou em Wuhan, no centro da China, alastrou-se, entretanto, à Europa e aos Estados Unidos, resultando numa escassez global de ventiladores ou máscaras cirúrgicas.

“Se hesitássemos cinco segundos a fechar o contrato, estes ventiladores não estariam aqui”, admitiu Zhang Dingming, vice-presidente executivo da CTG, durante a cerimónia.

A pandemia da covid-19 está também a expor as consequências da centralização das cadeias de produção globais na China, primeiro ao paralisar a indústria eletrónica ou de automóveis, devido ao encerramento de fábricas, portos e cidades inteiras no país asiático, e a seguir a demonstrar a incapacidade dos países ocidentais de se autoabastecerem com equipamento médico crucial, à medida que a doença de alastrou além-fronteiras.

Depois de dois anos marcados pela guerra comercial e tecnológica entre Washington e Pequim, analistas preveem que a crise de saúde acelere a dissociação entre as cadeias de distribuição globais.

José Augusto Duarte admitiu “não ter a menor dúvida de que há muita coisa que está a ser questionada e debatida”, mas ressalvou que a “meio de uma crise, não é a melhor altura para se tomarem decisões”, porque “temos tendência para ver só a parte negativa”.

“Nesta altura estamos a ver um aspeto que consideramos menos positivo, que é a concentração num país desta capacidade produtiva de determinados aparelhos que fazem falta, mas também que foi esse processo que permitiu ter produtos mais baratos e a criação de outros tipos de emprego em outras partes do mundo”, resumiu.

A televisão estatal chinesa CGTN compareceu no encontro na embaixada. As autoridades e entidades chinesas têm realizado doações de equipamento médico, quase sempre acompanhadas de cerimónias mediatizadas pelos órgãos oficiais de Pequim.

Esta semana, Josep Borrell, alto representante da União Europeia para a Política Externa fez um alerta contra a “política de generosidade” da China, que identificou como uma “luta por influência” e uma “batalha global pelo domínio da narrativa”.

“Na batalha das narrativas, temos visto também tentativas de desacreditar a União Europeia e alguns casos em que europeus foram estigmatizados como se fossem todos portadores do vírus”, disse.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 667 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 31.000.

Dos casos de infeção, pelo menos 134.700 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

A China, sem contar com os territórios de Hong Kong e Macau, conta com 81.439 casos (mais de 75 mil recuperados) e regista 3.300 mortes. A China anunciou hoje 45 novos casos, dos quais 44 oriundos do exterior, e mais cinco mortes, numa altura em que o país suspendeu temporariamente a entrada no país de cidadãos estrangeiros, incluindo residentes.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 119 mortes, mais 19 do que na véspera (+19%), e registaram-se 5.962 casos de infeções confirmadas, mais 792 casos em relação a sábado (+15,3%).

O conteúdo Embaixada em Pequim numa corrida contra o tempo para obter equipamento aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/embaixada-em-pequim-numa-corrida-contra-o-tempo-para-obter-equipamento/feed/ 0
Enfermeira portuguesa em Nova Iorque: estão a morrer demasiadas pessoas https://bomdia.eu/enfermeira-portuguesa-em-nova-iorque-estao-a-morrer-demasiadas-pessoas/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=enfermeira-portuguesa-em-nova-iorque-estao-a-morrer-demasiadas-pessoas https://bomdia.eu/enfermeira-portuguesa-em-nova-iorque-estao-a-morrer-demasiadas-pessoas/#respond Sun, 29 Mar 2020 16:13:50 +0000 https://bomdia.eu/?p=218542

Virgínia Ferreira, uma enfermeira portuguesa num dos maiores hospitais de Nova Iorque, diz que a sua equipa não celebra a cura de um doente de covid-19, porque “estão a morrer demasiados” pacientes infetados. Virgínia Ferreira, paramédica durante mais de oito anos e enfermeira há seis, foi treinada em três dias para cuidar de doentes internados […]

O conteúdo Enfermeira portuguesa em Nova Iorque: estão a morrer demasiadas pessoas aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
Virgínia Ferreira, uma enfermeira portuguesa num dos maiores hospitais de Nova Iorque, diz que a sua equipa não celebra a cura de um doente de covid-19, porque “estão a morrer demasiados” pacientes infetados.

Virgínia Ferreira, paramédica durante mais de oito anos e enfermeira há seis, foi treinada em três dias para cuidar de doentes internados para o tratamento do novo coronavírus num campo universitário, um dos maiores sistemas hospitalares de Nova Iorque, que está a tratar centenas de pacientes por dia.

Os Estados Unidos tornaram-se na quinta-feira no país com maior número de infetados do mundo: atualmente, mais de 124 mil infetados com o novo coronavírus e 2.190 mortos, segundo a universidade Johns Hopkins. O número de pessoas curadas é de 2.612.

Segundo a mesma fonte, Nova Iorque concentra, no seu Estado, quase metade dos casos de covid-19 nos EUA. Por sua vez, a cidade conta mais de 30.000 casos confirmados e 672 mortes.

O local de trabalho de Virgínia criou mais uma unidade de internamento na semana passada, para novos doentes de covid-19. Era um espaço pediátrico, de onde tiveram de se retirar crianças. Virgínia foi treinada em três dias.

A primeira reação da enfermeira, quando descobriu que ia passar a prestar funções no hospital do ‘campus’ universitário, foi falar com o advogado e saber se esse pedido era legítimo. Virgínia rapidamente concordou em ir trabalhar, pelos pacientes e colegas que precisavam de ajuda, com a mentalidade de “apenas se preocupar pelos outros”.

“Enquanto isto acontecia, eu tive de treinar outras oito pessoas. Alguns colegas, em ‘outpatient setting’ nunca tinham tratado pacientes dentro do hospital”, acrescenta. Nos Estados Unidos, chama-se ‘outpatient’ aos tratamentos que requerem visitas pontuais ao médico e ‘inpatient’ quando os doentes ficam internados pelo menos uma noite.

A enfermeira portuguesa resume que o hospital universitário se depara com a necessidade de praticar “medicina de desastre”.

“Por trabalhar e viver em Nova Iorque, estás sempre preparado para grandes acontecimentos”, declara Virgínia.

“O 11 de setembro aconteceu aqui [em 2001] ou o furacão Sandy [em 2012], que paralisaram a cidade. Estás sempre preparado para os desastres. Mas os desastres externos são muito diferentes e a principal diferença é que esses têm um fim”, considera a enfermeira.

“O desafio com a covid-19 é que não existe uma linha temporal” acrescenta Virgínia, referindo que as estimativas apontam que o pico das infeções em Nova Iorque aconteça entre meados e fim de abril.

Nas salas de internamento, o medo e a solidão são os maiores problemas, considera a profissional portuguesa.

“Um dos maiores problemas que temos é que os pacientes estão isolados e estão a passar por algo que pode ser extremamente assustador. O paciente e a família estão muito assustados. Os doentes críticos estão lá sozinhos e morrem sozinhos”, conta.

Virgínia trabalhou com uma enfermeira que contraiu o vírus enquanto cuidava de um doente. A infetada teve de receber muito oxigénio antes da incubação e “o que acontece a estes pacientes é que eles estão bem até não estar; não há uma alteração gradual na sua condição de saúde”.

Segundo a profissional, a dificuldade para os enfermeiros é ajudar os doentes sem poder fazer uma avaliação visual, na tentativa de reduzir o tempo de exposição ao coronavírus.

“Estamos a confiar em monitores para saber se há pressão sanguínea ou se a frequência cardíaca é alta”, conta a enfermeira, enquanto lembra que não existe um monitor para cada paciente internado.

“No outro dia, depois de uma senhora ser compensada [com oxigénio], recebemos mais quatro doentes, dos quais dois tinham de seguir para incubação e requeriam oxigénio especializado. Nós não tínhamos monitores suficientes e acabámos por tirá-los aos pacientes que achámos que não estavam tão doentes”.

Sendo um hospital de grandes dimensões, a enfermeira diz que existem, para já, equipamentos de proteção individual suficientes, no entanto o mesmo não acontece para hospitais menores.

Virgínia diz que, no seu hospital, já está a ser pedido que as máscaras N95 – material de uma só utilização –, sejam utilizadas durante uma semana inteira, antes de serem recolhidas e esterilizadas novamente.

A enfermeira considera que o hospital universitário localizado numa das cidades mais afetadas do mundo é diferente de outros sistemas de saúde vigentes: um hospital académico que pode tratar uma grande parte da população, com hospitais comunitários afiliados em diferentes áreas da cidade, e que recebe muito suporte do Estado, ao contrário de outros centros médicos.

A portuguesa reforça o pedido de todos os profissionais de saúde nesta altura: que as pessoas fiquem em casa, prestem atenção às precauções indicadas pelos seus governos, lavem as mãos, não levem as mãos à cara e pratiquem distanciamento social.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 667 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 31.000.

Dos casos de infeção, pelo menos 134.700 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

 

O conteúdo Enfermeira portuguesa em Nova Iorque: estão a morrer demasiadas pessoas aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/enfermeira-portuguesa-em-nova-iorque-estao-a-morrer-demasiadas-pessoas/feed/ 0
Lisboa vai ter centro de acolhimento de emergência para sem-abrigo https://bomdia.eu/lisboa-vai-ter-centro-de-acolhimento-de-emergencia-para-sem-abrigo/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=lisboa-vai-ter-centro-de-acolhimento-de-emergencia-para-sem-abrigo https://bomdia.eu/lisboa-vai-ter-centro-de-acolhimento-de-emergencia-para-sem-abrigo/#respond Sun, 29 Mar 2020 16:00:12 +0000 https://bomdia.eu/?p=218541

A Câmara Municipal de Lisboa vai transformar o Clube Nacional de Natação num centro de acolhimento de emergência para as pessoas em situação de sem-abrigo, durante a pandemia da covid-19, que será aberto na terça-feira. Em comunicado, o vereador dos Direitos Sociais e da Educação, Manuel Grilo (BE), afirmou que “os espaços da cidade, camarários […]

O conteúdo Lisboa vai ter centro de acolhimento de emergência para sem-abrigo aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
A Câmara Municipal de Lisboa vai transformar o Clube Nacional de Natação num centro de acolhimento de emergência para as pessoas em situação de sem-abrigo, durante a pandemia da covid-19, que será aberto na terça-feira.

Em comunicado, o vereador dos Direitos Sociais e da Educação, Manuel Grilo (BE), afirmou que “os espaços da cidade, camarários e não só, têm sido mobilizados de forma ímpar para responder à população mais vulnerável, que vive na rua”.

O Clube Nacional de Natação terá capacidade para acolher 40 pessoas e estará aberto 24 horas por dia.

Depois do Pavilhão Municipal Casal Vistoso, do Pavilhão da Tapadinha e da Casa do Lago, a cidade de Lisboa abre o quarto centro de acolhimento de emergência.

No centro de acolhimento de emergência, as pessoas vão poder aceder a uma triagem de saúde, higiene pessoal, um banco de roupa, dormida e quatro refeições.

Na nota, a câmara alerta que as pessoas não podem escolher o serviço, como, por exemplo, fazer a refeição, adiantando que se trata de uma resposta de conjunto, pelo que só deverá ser “dada de forma integrada e total”.

De acordo com Manuel Grilo, a política de reintegração das pessoas em situação de sem abrigo continuará, após o momento de emergência, com o projeto ‘Housing First’ (projeto de habitação própria).

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 119 mortes, mais 19 do que na véspera (+19%), e registaram-se 5.962 casos de infeções confirmadas, mais 792 casos em relação a sábado (+15,3%).

Dos infetados, 486 estão internados, 138 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 667 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 31.000.

Dos casos de infeção, pelo menos 134.700 são considerados curados.

 

O conteúdo Lisboa vai ter centro de acolhimento de emergência para sem-abrigo aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/lisboa-vai-ter-centro-de-acolhimento-de-emergencia-para-sem-abrigo/feed/ 0
A verdade https://bomdia.eu/a-verdade/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=a-verdade https://bomdia.eu/a-verdade/#respond Sun, 29 Mar 2020 14:34:20 +0000 https://bomdia.eu/?p=218539

Fugiam todos da verdade Fugiam eles e elas da realidade Fugiam de ver a infelicidade nos olhos. Sim, todos fugiam e fogem. Iam todos namorar na vida sem sentido E a vida sem essência permaneceu ali estática e maldita. Porquê? Porquê? Pelo simples medo de tudo Por medo de errar Por medo de se julgarem […]

O conteúdo A verdade aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
Fugiam todos da verdade
Fugiam eles e elas da realidade
Fugiam de ver a infelicidade nos olhos.
Sim, todos fugiam e fogem.
Iam todos namorar na vida sem sentido
E a vida sem essência permaneceu ali estática e maldita.
Porquê? Porquê?
Pelo simples medo de tudo
Por medo de errar
Por medo de se julgarem
Por medo de serem julgados
Por medo de sofrer
E o medo invadiu cada célula dos corpos de seres humanos que não quiseram ver a alma.
E a verdade chegou
Nesse dia ninguém mais podia fugir
A verdade ali estava
Dura e cruel
Porque desisti de mim?
Porque decidi não amar?
Porque decidi apenas existir?
Porque estou sozinho/a?
Porque estou numa relação de mentira?
Porque não tenho amigos/as?
Porque escondo as minhas escolhas?
Porque não mostro o meu sofrimento?
Porque só grande consumidor?
Porque sou infeliz?

A verdade chegou e destruí-nos num abrir e fechar de olhos porque vemos que é apenas a essência que nos faz sentir a paz dentro de nós.

É, ir voar em dragões e ir lutar pela alegria de viver é uma escolha, sim uma escolha e nada mais.

É, a verdade chegou.

BV290320

 

O conteúdo A verdade aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/a-verdade/feed/ 0
Brasil fecha aeroportos para travar entrada de estrangeiros https://bomdia.eu/brasil-fecha-aeroportos-para-travar-entrada-de-estrangeiros/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=brasil-fecha-aeroportos-para-travar-entrada-de-estrangeiros https://bomdia.eu/brasil-fecha-aeroportos-para-travar-entrada-de-estrangeiros/#respond Sun, 29 Mar 2020 00:59:50 +0000 https://bomdia.eu/?p=218537

O Governo brasileiro proibiu, a partir deste sábado, e por 30 dias, a entrada no país de todos os cidadãos estrangeiros por via aérea, de forma a travar a expansão do coronavírus em escala global. A medida, que não impõe restrições ao tráfego de carga nos aeroportos, foi emitida após a covid-19 ter chegado às […]

O conteúdo Brasil fecha aeroportos para travar entrada de estrangeiros aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
O Governo brasileiro proibiu, a partir deste sábado, e por 30 dias, a entrada no país de todos os cidadãos estrangeiros por via aérea, de forma a travar a expansão do coronavírus em escala global.

A medida, que não impõe restrições ao tráfego de carga nos aeroportos, foi emitida após a covid-19 ter chegado às 27 unidades federativas do Brasil (26 estados mais o Distrito Federal), país com 210 milhões de habitantes e que, até ao momento, registou 92 mortes e 3.417 infetados.

 

O conteúdo Brasil fecha aeroportos para travar entrada de estrangeiros aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/brasil-fecha-aeroportos-para-travar-entrada-de-estrangeiros/feed/ 0
Português em Londres desenvolve teste rápido do coronavírus https://bomdia.eu/portugues-em-londres-desenvolve-teste-rapido-do-coronavirus/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=portugues-em-londres-desenvolve-teste-rapido-do-coronavirus https://bomdia.eu/portugues-em-londres-desenvolve-teste-rapido-do-coronavirus/#respond Sun, 29 Mar 2020 00:56:51 +0000 https://bomdia.eu/?p=218535

Nuno Silva integra a equipa da UnifAI Technology, uma empresa com sede em Londres, que criou um aparelho integrado com uma aplicação que permite fazer testes para detetar o novo coronavírus em 15 minutos, sem sair de casa. O método, semelhante ao utilizado pelos diabéticos, consiste na recolha de uma pequena amostra de sangue, o […]

O conteúdo Português em Londres desenvolve teste rápido do coronavírus aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
Nuno Silva integra a equipa da UnifAI Technology, uma empresa com sede em Londres, que criou um aparelho integrado com uma aplicação que permite fazer testes para detetar o novo coronavírus em 15 minutos, sem sair de casa.

O método, semelhante ao utilizado pelos diabéticos, consiste na recolha de uma pequena amostra de sangue, o aparelho faz a leitura da mesmo e cria um código QR que ao ser lido por uma aplicação de telemóvel permite testar a presença do novo coronavírus.

De acordo com o cientista Nuno Silva, o sistema, criado para poder ser utilizado em casa, por qualquer pessoa, está neste momento a ser decisivo nos hospitais ingleses, mas é ainda apenas usado pelos profissionais de saúde.

Cada um destes testes biométricos de resposta imediata custa 10 euros.

Leia mais em Jornal de Notícias.

 

O conteúdo Português em Londres desenvolve teste rápido do coronavírus aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/portugues-em-londres-desenvolve-teste-rapido-do-coronavirus/feed/ 0
Mais um dia de quarentena: a deriva espanhola https://bomdia.eu/mais-um-dia-de-quarentena-a-deriva-espanhola/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=mais-um-dia-de-quarentena-a-deriva-espanhola https://bomdia.eu/mais-um-dia-de-quarentena-a-deriva-espanhola/#respond Sun, 29 Mar 2020 00:48:18 +0000 https://bomdia.eu/?p=218533

Que se pode dizer de uma quarentena ao final de quinze dias? Mais um dia em que levantar cedo não faz falta, mas a minha ideia era essa: para ir comprar o necessário e não me cruzar com muita gente na rua, por mim e pelos outros, mas no final não foi assim. Aproveitei e […]

O conteúdo Mais um dia de quarentena: a deriva espanhola aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
Que se pode dizer de uma quarentena ao final de quinze dias?

Mais um dia em que levantar cedo não faz falta, mas a minha ideia era essa: para ir comprar o necessário e não me cruzar com muita gente na rua, por mim e pelos outros, mas no final não foi assim.

Aproveitei e fiz o que não fazia há muitos anos: pintar paredes e portas. Ah, e uma das coisas mais importantes: brincar com o filhote e a senhora. Sorte que não vivemos nestes apartamentos modernos de 50 metros.

Quanto aquilo que nos ocupa diariamente, hoje tivemos a demonstração total de como o governo espanhol anda à deriva. Tal como tenho alertado, não são pessoas competentes para comandar a situação, na minha opinião.

Vários setores, há duas semanas, pediam a gritos o confinamento total. Ainda estávamos no principio mas só hoje, quase 6000 mortos depois, o governo espanhol cedeu.

Quando digo deriva quero dizer que se atua tarde. O Ministério da Saúde teve de devolver 600.000 testes rápidos porque não eram fiáveis, tal como dizia o próprio folheto informativo e foram, ainda por cima, comprados a uma empresa sem licença.

Uma das medidas mais importantes que se esperava era que as empresas não pudessem despedir trabalhadores. E assim foi anunciado pelo governo, mas lida a letra pequena, vê-se que sim, que se pode despedir só que com uma indeminização mais alta.

As pessoas já não confiam no governo, pelo que se vê nas redes sociais, no meu entorno e na minha opinião.

Grande parte das pessoas diz que são decisões em cima do joelho; por isso se fala em deriva do governo.

Por fim, quero dizer que a Catalunha começa a notar o efeito de confinamento de uma parte do país. Pelo terceiro dia consecutivo baixam as vítimas, tanto mortais como contagiadas. Ainda que o confinamento represente grandes perdas económicas, a vida vale mais que o dinheiro.

Se tivermos saúde recuperaremos o dinheiro. E se assim não for, temos a vida; já não precisaremos dele.

Por isso não baixamos a guarda durante mais quinze dias em que vamos poder continuar a brincar com o filhotes.

Um abraço desde a Catalunha!

 

O conteúdo Mais um dia de quarentena: a deriva espanhola aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/mais-um-dia-de-quarentena-a-deriva-espanhola/feed/ 0
Cabo Verde em estado de emergência durante 20 dias https://bomdia.eu/cabo-verde-em-estado-de-emergencia-durante-20-dias/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=cabo-verde-em-estado-de-emergencia-durante-20-dias https://bomdia.eu/cabo-verde-em-estado-de-emergencia-durante-20-dias/#respond Sat, 28 Mar 2020 20:54:35 +0000 https://bomdia.eu/?p=218532

O Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, declarou sábado a situação de emergência no país por 20 dias, uma medida tomada pela primeira vez na história do país para intensificar o combate ao novo coronavírus no país. A declaração foi feita após a comissão permanente da Assembleia Nacional ter aprovado na sexta-feira o pedido do Presidente, […]

O conteúdo Cabo Verde em estado de emergência durante 20 dias aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
O Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, declarou sábado a situação de emergência no país por 20 dias, uma medida tomada pela primeira vez na história do país para intensificar o combate ao novo coronavírus no país.

A declaração foi feita após a comissão permanente da Assembleia Nacional ter aprovado na sexta-feira o pedido do Presidente, e de o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, ter defendido na véspera que fosse imediata para permitir ao Governo reforçar as medidas de prevenção.

Jorge Carlos Fonseca justificou a medida como o objetivo de defender interesses e valores fundamentais do país e da comunidade e para dar meios legítimos às autoridades para um combate mais eficaz à pandemia.

O período de emergência inicia às 00:00 de domingo e vai vigorar até 17 de abril em Cabo Verde, país que regista até ao momento cinco casos positivos de covid-19 e um óbito.

Três casos foram registados na semana passada na ilha da Boa Vista, dois turistas ingleses e uma dos Países Baixos. Um dos turistas ingleses, de 62 anos, acabou por morrer na segunda-feira e os restantes já foram transferidos para os países de origem.

Na cidade da Praia, ilha de Santiago, estão confirmados dois casos, um casal.

 

O conteúdo Cabo Verde em estado de emergência durante 20 dias aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/cabo-verde-em-estado-de-emergencia-durante-20-dias/feed/ 0
Pinhel pede quarentena obrigatória para emigrantes regressados https://bomdia.eu/pinhel-pede-quarentena-obrigatoria-para-emigrantes-regressados/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=pinhel-pede-quarentena-obrigatoria-para-emigrantes-regressados https://bomdia.eu/pinhel-pede-quarentena-obrigatoria-para-emigrantes-regressados/#respond Sat, 28 Mar 2020 20:52:15 +0000 https://bomdia.eu/?p=218530

O presidente da Câmara Municipal de Pinhel escreveu ao Presidente da República a apelar que interceda junto do Governo para que seja ordenada quarentena obrigatória a emigrantes e cidadãos oriundos de outros pontos do país. Na missiva enviada na quinta-feira ao Presidente da República e agora divulgada pela autarquia de Pinhel, no distrito da Guarda, […]

O conteúdo Pinhel pede quarentena obrigatória para emigrantes regressados aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
O presidente da Câmara Municipal de Pinhel escreveu ao Presidente da República a apelar que interceda junto do Governo para que seja ordenada quarentena obrigatória a emigrantes e cidadãos oriundos de outros pontos do país.

Na missiva enviada na quinta-feira ao Presidente da República e agora divulgada pela autarquia de Pinhel, no distrito da Guarda, o autarca Rui Ventura pede ajuda a Marcelo Rebelo de Sousa “para que sejam efetuadas, junto do senhor primeiro-ministro e da senhora ministra da Saúde, todas as diligências tidas como adequadas para que seja ordenada, com caráter de urgência, a quarentena obrigatória a todos os que regressem a um concelho, provenientes do estrangeiro ou de outros pontos do país”.

O autarca relata que o seu concelho, tal como outros, “tem recebido muitos emigrantes provenientes de outros países da União Europeia, bem como cidadãos residentes noutras regiões do país”.

“Ao constatar esta situação alertei, por sucessivas vezes e em diversas instâncias, para o perigo que o regresso destes cidadãos representa para toda a comunidade se não for efetuada uma quarentena de 14 dias”, escreve.

Rui Ventura acrescenta que a tomada de decisão da quarentena obrigatória acabou por acontecer, “muito tardiamente”, através de Despacho da Delegada de Saúde Coordenadora do Distrito da Guarda.

“Tal posição trouxe tranquilidade às populações e muniu as forças de segurança do instrumento necessário para impor o recolhimento de alguns para o bem de todos. Mas, qual não foi a minha surpresa quando tomei conhecimento que, por Despacho da Senhora Diretora Geral de Saúde, Dra. Graça Freitas, foram revogadas todas as ordens emanadas pelas Autoridades de Saúde Distritais ou Regionais que determinavam a necessidade da quarentena obrigatória, invocando uma necessidade de uniformizar uma posição, a nível nacional”, justifica.

O presidente do município de Pinhel aponta que “são do conhecimento público e, portanto, também das autoridades de saúde, diversas situações de infeção por covid-19, causadas por pessoas que, tendo regressado do estrangeiro ou de outros pontos do país, não cumpriram a quarentena obrigatória”.

Refere ainda que “a falta de uma determinação vinculativa tem vindo a dificultar a tarefa de sensibilização das pessoas que é assegurada, diariamente, pelos autarcas e pelas forças de segurança que, desta forma, não têm outros argumentos que não seja o apelo ao bom senso e à responsabilidade individual”.

“Estamos perante um verdadeiro imperativo nacional. Assisto, impotente, ao crescimento de casos que tiveram origem na situação já identificada”, remata Rui Ventura.

O conteúdo Pinhel pede quarentena obrigatória para emigrantes regressados aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/pinhel-pede-quarentena-obrigatoria-para-emigrantes-regressados/feed/ 0
Investigação portuguesa atrai investidores https://bomdia.eu/investigacao-portuguesa-atrai-investidores/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=investigacao-portuguesa-atrai-investidores https://bomdia.eu/investigacao-portuguesa-atrai-investidores/#respond Sat, 28 Mar 2020 20:49:56 +0000 https://bomdia.eu/?p=218529

As unidades de investigação nacionais captaram mais 34 milhões de euros de financiamento europeu, uma taxa de sucesso de 32%, superior à média da União Europeia(UE),que se fixou nos 18%. Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, foram apresentados 22 projetos nos concursos ‘Twinning’ e ‘ERA Chairs’ no âmbito do programa ‘Spreading Excellence […]

O conteúdo Investigação portuguesa atrai investidores aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
As unidades de investigação nacionais captaram mais 34 milhões de euros de financiamento europeu, uma taxa de sucesso de 32%, superior à média da União Europeia(UE),que se fixou nos 18%.

Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, foram apresentados 22 projetos nos concursos ‘Twinning’ e ‘ERA Chairs’ no âmbito do programa ‘Spreading Excellence and Widening Participation (Widening)’ incluído no Programa-Quadro de apoio à investigação e à inovação da UE, o Horizonte 2020.

De acordo com o Ministério, uma “parte significativa” dos projetos aprovados são da área da saúde, nomeadamente na investigação em novas terapias antivíricas e imunologia, doenças do cérebro e neurológicas e na saúde do envelhecimento.

No caso específico da engenharia, os projetos aprovados respeitam à segurança alimentar, biotecnologia alimentar, sistemas sustentáveis de energia, materiais sustentáveis e digital.

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior adianta que existem ainda projetos financiados nas áreas da biotecnologia marinha, ambiente e inovação social.

Por regiões, o Norte foi a parcela do país a obter mais financiamento, com 13,5 milhões de euros, enquanto Lisboa e Vale do Tejo foi a região que conseguiu mais projetos aprovados (nove).

No Alentejo, o projeto “Waste to Hydrogen”, do Instituto Politécnico de Portalegre, recebeu um financiamento de quase 900 mil euros, refere o comunicado.

#portugalpositivo

 

O conteúdo Investigação portuguesa atrai investidores aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/investigacao-portuguesa-atrai-investidores/feed/ 0
Já há mais de 20 mil mortos na Europa https://bomdia.eu/ja-ha-mais-de-20-mil-mortos-na-europa/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=ja-ha-mais-de-20-mil-mortos-na-europa https://bomdia.eu/ja-ha-mais-de-20-mil-mortos-na-europa/#respond Sat, 28 Mar 2020 20:46:52 +0000 https://bomdia.eu/?p=218528

A pandemia do novo coronavírus matou, até à data, mais de 20 mil pessoas na Europa, segundo um balanço da agência France-Presse (AFP), baseado em dados de fontes oficiais. Com um total de 20.059 mortes (em 337.632 casos de infeção), a Europa é a zona do mundo mais afetada pela pandemia da covid-19. Com 9.134 […]

O conteúdo Já há mais de 20 mil mortos na Europa aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
A pandemia do novo coronavírus matou, até à data, mais de 20 mil pessoas na Europa, segundo um balanço da agência France-Presse (AFP), baseado em dados de fontes oficiais.

Com um total de 20.059 mortes (em 337.632 casos de infeção), a Europa é a zona do mundo mais afetada pela pandemia da covid-19.

Com 9.134 e 5.690 mortes, respetivamente, Itália e Espanha são os dois países mais afetados pela pandemia.

Juntos, os dois países representam quase três quartos das mortes contabilizadas na Europa por causa do novo coronavírus.

Portugal regista hoje 100 mortes associadas à covid-19, mais 24 do que na sexta-feira, enquanto o número de infetados subiu 902, para um total de 5.170, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 600.000 pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 28.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

 

O conteúdo Já há mais de 20 mil mortos na Europa aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/ja-ha-mais-de-20-mil-mortos-na-europa/feed/ 0
Rússia fecha fronteiras https://bomdia.eu/russia-fecha-fronteiras/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=russia-fecha-fronteiras https://bomdia.eu/russia-fecha-fronteiras/#respond Sat, 28 Mar 2020 20:45:16 +0000 https://bomdia.eu/?p=218526

A Rússia anunciou que vai fechar totalmente as suas fronteiras, a partir de segunda-feira e temporariamente, para tentar travar a propagação do novo coronavírus. De acordo com um decreto do Governo, a Rússia “restringirá temporariamente o tráfego” em todas as suas passagens rodoviárias, ferroviárias e marítimas, a partir das 00:00 locais de segunda-feira. O Governo […]

O conteúdo Rússia fecha fronteiras aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
A Rússia anunciou que vai fechar totalmente as suas fronteiras, a partir de segunda-feira e temporariamente, para tentar travar a propagação do novo coronavírus.

De acordo com um decreto do Governo, a Rússia “restringirá temporariamente o tráfego” em todas as suas passagens rodoviárias, ferroviárias e marítimas, a partir das 00:00 locais de segunda-feira.

O Governo russo já tinha decretado, a partir de sábado e até dia 5 de abril, o encerramento de várias atividades comerciais, incluindo de restauração, com exceção de comércio à distância, tendo recomendado aos cidadãos para limitarem as suas deslocações.

A Rússia ultrapassou o milhar de infetados e registou quatro mortes, vítimas da pandemia covid-19, na sexta-feira, com a maioria dos casos em Moscovo.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

 

O conteúdo Rússia fecha fronteiras aparece primeiro em BOM DIA.

]]>
https://bomdia.eu/russia-fecha-fronteiras/feed/ 0