De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Europa

Governo britânico ajuda a pagar salários durante a pandemia

O Governo britânico vai pagar 22% do salário a trabalhadores afetados pela pandemia covid-19 para manter empregos, anunciou esta quinta-feira o ministro das Finanças, Rishi Sunak, no âmbito de um plano de “resposta económica”. 

Durante seis meses, entre novembro e março de 2020, se um trabalhador cumprir 33% do seu horário, o Governo divide com o empregador o custo pelo restante horário (22% cada), mas o resultado é que o salário final ficará pelos 77% do valor normal.

Sunak disse no parlamento que este plano pretende manter “empregos viáveis” ao dar apoio a “empresas que enfrentam procura mais reduzida a opção de manter empregados num posto de trabalho em horário parcial em vez de os despedirem”.

O Regime de Apoio ao Emprego é dirigido, sobretudo, a pequenas e médias empresas em todo o Reino Unido, enquanto que empresas grandes só poderão beneficiar se a faturação tiver caído durante a crise.

O ministro anunciou também o prolongamento da taxa reduzida de IVA para o turismo e restauração de 5% até ao final de março de 2020, mais tempo e flexibilidade para pagar de volta empréstimos dados a empresas de acordo com as receitas e pagamento de impostos em prestações mais reduzidas.

O plano surge alguns dias após o primeiro-ministro, Boris Johnson, ter anunciado novas restrições, recomendando de novo o teletrabalho e decretando o encerramento de bares e restaurantes às 22h00 horas, medidas que admitiu poderão ser necessárias permanecer durante os próximos seis meses.

O Reino Unido, país com maior número de mortos de covid-19 na Europa, 41.862 registados oficialmente até quarta-feira tem vindo a registar um aumento rápido e substancial de novas infeções e hospitalizações nas últimas semanas.