De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Preventiva para alegado homicida de portuguesa em França

O suspeito de ter matado uma portuguesa de origem cabo-verdiana, no domingo, na cidade francesa de Toulouse, vai ficar em prisão preventiva, segundo a Polícia Judiciária portuguesa.

O homem, de 30 anos de idade, foi presente a tribunal na segunda-feira para um primeiro interrogatório judicial, tendo sido anunciada a prisão preventiva como medida de coação, de acordo com um comunicado enviado à Lusa pela PJ.

O suspeito foi detido por “fortes indícios da prática de crime de homicídio qualificado” que terá vitimado uma mulher portuguesa, de 29 anos, na cidade francesa de Toulouse, depois de um conflito entre os dois.

O homem terá utilizado uma “arma branca” e viajado para Portugal de automóvel, entregando-se então às autoridades.

A portuguesa de origem cabo-verdiana residia na cidade de Toulouse e deixa uma filha menor, segundo o gabinete do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

A filha está ao cuidado do tio, de 25 anos, irmão da vítima, segundo a cadeia de rádio France Blue.

Segundo a imprensa local, por volta da uma e meia da manhã (meia noite e meia em Portugal) de domingo, a vítima terá ligado ao irmão, Bruno, tendo este ouvido uma discussão e vidros a partir.

Algumas horas depois, o companheiro da irmã telefonou a Bruno, referindo que esta estava “caída no chão”.

O crime foi cometido no bairro de Bellefontaine, tendo o irmão da vítima encontrado o corpo já de manhã, ao chegar ao local com os bombeiros.

De acordo com o jornal La Dépêche, de Toulouse, ciúmes e suspeitas de adultério terão estado na origem da discussão que levou à morte da portuguesa.