De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Portugal representado por luso-americano em festival literário no Canadá

O escritor luso-americano Richard Zimler está a represenar Portugal na 42.ª edição do Festival Internacional de Autores de Toronto, que começou no dia 21 e decorre até ao fim do mês.

O festival do Canadá conta com a participação de nomes de referência da literatura internacional, tais como a canadiana Margaret Atwood, o norte-americano Paul Auster, ou o moçambicano Mia Couto.

A decorrer pela segunda vez em formato exclusivamente ‘online’, o Toronto International Festival of Authors (TIFA) tem este ano Richard Zimler a representar Portugal, com a obra “O Evangelho segundo Lázaro”, editado em 2016 pela Porto Editora.

Este livro aborda uma cena bíblica em que Jesus Cristo ressuscita um amigo próximo de nome Lázaro.

Segundo o autor, em parte alguma do Evangelho segundo São João – que contém este episódio -, é mencionado como aconteceu ou o motivo do milagre, uma “lacuna” que Zimler pretende preencher, narrando a história na perspetiva de Lázaro.

A intervenção do escritor decorre através de uma entrevista em português e legendada em inglês, conduzida pela jornalista Anabela Mota-Ribeiro, que estará disponível até ao último dia do festival através do ‘site’ oficial.

Além da entrevista, o autor de obras como “Meia-noite ou o princípio do mundo”, “Goa ou o guardião da Aurora” e “O último cabalista de Lisboa” vai participar em sessões virtuais com alunos dos programas de português das universidades de York e Toronto, para promover a literatura e língua portuguesas.

O nome de Richard Zimler foi sugerido à direção do festival canadiano no verão de 2021 pelo Camões/Coordenação de Ensino Português no Estrangeiro e pela Embaixada de Portugal no Canadá, no âmbito de uma parceria entre estas entidades e o festival.

Richard Zimler nasceu em 1956 em Roslyn Heights, um subúrbio de Nova Iorque.

Fez um bacharelato em Religião Comparada na Duke University e um mestrado em Jornalismo na Stanford University.

Trabalhou como jornalista durante oito anos, principalmente na região de São Francisco e em 1990 foi viver para o Porto, onde lecionou Jornalismo, primeiro na Escola Superior de Jornalismo e depois na Universidade do Porto.

Desde 1996, publicou doze romances, uma coletânea de contos e seis livros para crianças.

A sua obra encontra-se traduzida para 23 línguas, tendo sido distinguida com importantes prémios literários como o Prémio National Endowment of the Arts Fellowship in Fiction (EUA), o Prémio Herodotus (EUA), pelo livro “O Último Cabalista de Lisboa”, o Prémio Alberto Benveniste, pelo livro “Goa ou o Guardião da Aurora”, e o Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância, pelo livro “O cão que comia a chuva”.

#portugalpositivo