De que está à procura ?

Comunidades

Montra premiada na Alemanha exibe livros e artesanato portugueses

© DR

A livraria “Lesezeichen Werther”, na região alemã da Renânia do Norte-Vestefália, venceu um concurso de montras, organizado pelo Camões Berlim, com uma decoração que misturou livros com vinho, um galo de Barcelos e imagens de azulejos.

“Decidi participar no concurso porque Portugal foi o país convidado da Feira do Livro de Leipzig. Infelizmente, a feira teve de ser cancelada novamente este ano, mas quis trazer um pouco da literatura e da atitude portuguesa para a nossa montra”, sublinhou a vencedora, Manuela Ronning, à agência Lusa.

A iniciativa, cujo período de inscrições terminou a 31 de março, teve 28 livrarias a concorrer que tinham como missão a decoração das montras da maneira “mais criativa e apelativa possível”, utilizando “elementos portugueses”, sobretudo obras da literatura lusófona.

O objetivo da iniciativa, revelou o Camões Berlim, era difundir a literatura em língua portuguesa na Alemanha. Manuela Ronning escolheu para a montra obras de José Saramago, Isabela Figueiredo ou José Eduardo Agualusa. A pensar nos mais novos, acrescentou livros sobre Cristiano Ronaldo e com as primeiras mil palavras em português.

Nos últimos 18 meses, foram traduzidas para alemão mais de 50 obras de autores portugueses e dos países africanos de língua portuguesa.

Para este concurso foram definidos três critérios fundamentais: O enfoque dado à literatura portuguesa, não só na montra, mas também espalhada pela livraria; o aspeto estético e apelativo; e o recurso a iniciativas extra livraria, como publicação nas redes sociais ou uma ‘newsletter’.

“Ao projetar a vitrina, deixei-me guiar pelo pensamento de um lugar agradável para ler. Com bons livros, vinho e sol num ótimo cenário algures em Portugal. Quero contar histórias com as montras e captar o toque português. Antes de começar, penso no que é tipicamente Portugal para mim, o que penso quando ouço Portugal, o que pode interessar aos nossos clientes”, explicou Manuela Ronning.

Além dos autores em língua portuguesa, juntam-se livros de receitas e guias de viagens.

“A casa ao fundo tem azulejos na fachada, uma mesa de madeira e uma cadeira convidam a sentar e a ler com um bom copo de vinho português. […] O Galo Português é uma lembrança de uma viagem a Portugal há muitos anos”, acrescentou.

Ronning adianta que “apenas ocasionalmente” vendem livros portugueses, mas a montra despertou o interesse de muitos clientes.

O prémio inclui uma viagem de três dias a Óbidos, para o FOLIO – Festival Literário Internacional.

“Estou muito ansiosa e alegre pela viagem em outubro. Eu e o meu marido vamos chegar com alguns dias de antecedência para visitar o nosso filho que está a estudar na Universidade Nova de Lisboa”, apontou.

#portugalpositivo

TÓPICOS