De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Filme português abre festival internacional em Roterdão

O filme de ficção “Mosquito”, do realizador português João Nuno Pinto, abrirá em janeiro o Festival Internacional de Cinema de Roterdão, na Holanda, numa edição que contará com várias produções portuguesas, anunciou hoje a organização.

A longa-metragem “Mosquito”, inspirada numa história do avô do realizador passada em África durante a primeira Guerra Mundial, integra a competição oficial do festival, para um prémio de 30 mil euros.

“Mosquito” teve produção de Paulo Branco, é protagonizado pelo ator João Nunes Monteiro, estreia-se nos cinemas portugueses a 05 de março e no dia 18 desse mês em França.

Além de “Mosquito”, há outros filmes portugueses presentes na programação do festival de Roterdão, nomeadamente “Armour”, de Sandro Aguilar, e “L’île aux oiseaux”, de Maya Kosa e Sérgio da Costa, ambos na secção Bright Future.

Serão ainda mostrados “Oú en êtes-vous, Teresa Villaverde?”, filme que a realizadora portuguesa fez para uma retrospetiva este ano em Paris, e “Liberté”, de Albert Serra, rodado em Portugal.

Anteriormente, tinha já sido anunciada a presença de “Vitalina Varela”, de Pedro Costa, “Suzanne Daveau”, de Luísa Homem, este na competição de documentários, e “Ruby”, de Mariana Gaivão, na competição de curtas-metragens.

A produção cabo-verdiana “Kmêdeus”, de Nuno Miranda, será exibida na secção Perspectives.

Destaque ainda para a presença do filme angolano “Ar Condicionado”, de Fradique, e a curta-metragem de coprodução portuguesa “A chuva acalanta a dor”, do brasileiro Leonardo Mouramateus, que tem vários trabalhos na programação do evento.

A coprodução luso-argentina “Celosos Hombres Blancos”, do realizador argentino Ivan Granovsky, vai ser apresentada no mercado de coproduções do festival.

O 49.º Festival Internacional de Cinema de Roterdão decorrerá de 22 de janeiro a 02 de fevereiro e a programação completa será revelada a 15 de janeiro.

#portugalpositivo