De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Portugal

Estado português fica com 72,5% da TAP

O Governo anunciou que chegou a acordo com os acionistas privados da TAP, passando a deter 72,5% do capital da companhia aérea, por 55 milhões de euros.

“De forma a evitar o colapso da empresa o Governo optou por chegar a acordo por 55 milhões de euros”, referiu o ministro das Finanças, João Leão, numa conferência de imprensa conjunta com o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

O Estado aumenta a participação na TAP dos atuais 50% para 72,5%.

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, anunciou ainda que o Governo vai contratar uma empresa para procurar no mercado internacional uma equipa de gestão qualificada para a TAP.

Falando na conferência de imprensa em que foi anunciado que o Governo chegou a acordo com os acionistas privados da TAP passando a deter uma participação de 72,5% na companhia área, Pedro Nuno Santos precisou que “o Estado não vai gerir a TAP”, adiantando que a solução passa por recrutar uma equipa de gestão especializada e qualificada nesta área.

“Faremos um processo de seleção contratando uma empresa que tem no quadro da sua atividade procurar no mercado internacional uma equipa qualificada para gerir a TAP”, precisou o ministro.

“A TAP precisa de uma gestão qualificada e a TAP terá uma gestão qualificada”, referiu.