De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Motores

Crise? BMW quintuplica lucros

O lucro da BMW, que possui ainda as marcas Mini e Rolls-Royce, quase quintuplicou no primeiro trimestre, para 2.833 milhões de euros, face a igual período do ano anterior, devido à recuperação na China.

O fabricante automóvel BMW, que publicou em abril os resultados preliminares, afirmou esta sexta-feira em comunicado que o resultado operacional do grupo aumentou mais de 120% até março, para 3.025 milhões de euros, em termos homólogos.

A BMW referiu também que no primeiro trimestre se manteve a recuperação do mercado automóvel, que se iniciou no segundo semestre do ano passado.

As vendas de automóveis melhoraram para 636.606 unidades (+33,4% face ao primeiro trimestre de 2020), em particular a marca BMW (+36,1%) e a Rolls Royce (+61,8%), lê-se no comunicado.

A faturação do grupo, por sua vez, registou um acréscimo de 15,2% no período em análise para 26.778 milhões de euros, com o volume de negócios a melhorar na divisão automóvel (+26,5%), nas motos (+35,2%) e nos serviços financeiros (+4,1%).

As vendas de veículos elétricos e híbridos duplicaram no primeiro trimestre (70.207 unidades), mas a BMW considera que a mobilidade sustentável necessita mais do que a propulsão elétrica.

O presidente executivo da BMW, Oliver Zipse, ao apresentar os resultados disse que o primeiro trimestre mostrou que o modelo de negócio do grupo “tem êxito também em tempos de crise”.

“Nós mantemos um crescimento sustentável, bem como um lucro forte”, realçou.

A BMW, que prevê alcançar os objetivos de redução de emissões da Comissão Europeia em 2030, vai aumentar as vendas de veículos elétricos em mais de 50% em termos médios anuais, até 2025.

O fabricante automóvel está também a participar em projetos de reciclagem de baterias elétricas e de ampliação da infraestrutura da rede de carregamento elétrico, pública e privada.

Com a empresa norte-americana Livent, a BMW assinou um contrato de fornecimento de “lítio sustentável” na América do Sul por vários anos.

No primeiro trimestre deste ano, a BMW multiplicou por dez o resultado operacional no negócio de automóveis, para 2.236 milhões de euros, contra 229 milhões de euros no primeiro trimestre do ano passado.

A margem de lucro operacional no segmento automóvel recuperou para 9,8%, contra os 1,3% registados há um ano.