De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Portugal

Ascensor da Nazaré transportou um milhão de pessoas em 2019

O centenário ascensor da Nazaré, que liga a praia ao Sítio, ultrapassou um milhão de passageiros transportados em 2019, registando um crescimento de procura desde 2014, divulgou esta segunda-feira a Câmara Municipal.

O ascensor foi ”o meio de transporte escolhido por um milhão e 23 mil passageiros em 2019”, avançou a Câmara da Nazaré, do distrito de Leiria, com base nos dados revelados pelos Serviços Municipalizados, entidade gestora daquele transporte centenário.

“Chegar ao milhão de passageiros deixa-nos extremamente felizes e com o sentido do sucesso das medidas implementadas”, afirmou o presidente da câmara, Walter Chicharro, citado numa nota de imprensa que atribui o aumento de passageiros “às ações de promoção do concelho e às medidas regulares de reforço das condições de conforto e segurança” daquele transporte.

As estatísticas divulgadas pelos serviços municipalizados revelam “um crescimento contínuo do transporte de passageiros” no ascensor, que em 2014 transportou 675 mil pessoas.

Segundo os dados apresentados em 2018, foram transportados 928.128 passageiros, e no ano anterior (2017) 946.566. Em 2016 foram registados 897 mil passageiros, número que superou o registo de 2015, um dos anos de maior crescimento, com 860 mil viajantes, mais 28% de passageiros comparativamente às 675 mil pessoas transportadas em 2014.

Para o autarca e presidente do conselho de administração dos Serviços Municipalizados, os valores alcançados representam “o retorno da aposta do município na promoção da oferta do concelho, o que inclui a versatilidade das ondas das praias para os mais diversos desportos, e a presença regular em feiras de mercados tradicionais e promissores, que têm vindo a manifestar o seu crescente interesse em viver as experiências associadas a este destino turístico”.

“A promoção internacional do concelho e a maior eficácia do equipamento são as principais razões do exponencial aumento”, sustenta Walter Chicharro na nota, em que sublinha tratar-se de dados que confirmam a Nazaré “cada vez mais como uma marca global e uma das marcas nacionais mais reconhecidas internacionalmente”.

O ascensor da Nazaré assume-se como um dos meios de transporte por cabo existentes no país com maior utilização.

De acordo com a câmara, com base nos dados do IMT – Instituto da Mobilidade e dos Transportes, dos equipamentos de transporte por cabo existentes no país, o ascensor da Nazaré foi o que mais passageiros transportou, ultrapassando Lisboa e Porto.

O ascensor é considerado um postal de promoção internacional, com mais de 100 anos, que tem vindo a ser alvo de várias obras e intervenções, nomeadamente para a recuperação da linha aérea, linha térrea e aumento do conforto do serviço.

A construção do um ascensor mecânico foi iniciada em finais do século XIX, com base num projeto do engenheiro de origem francesa Raul Mesnier du Ponsard, discípulo de Eiffel e também responsável pela maioria dos elevadores de Lisboa.

Foi inaugurado em 28 de julho de 1889 e circula numa linha com 318 metros de extensão e uma inclinação de 42%.

As primeiras carruagens eram movidas por meio de uma máquina a vapor, que esteve em funcionamento até 1963, data do único acidente da história do elevador.

Encerrado, após o desastre, durante cinco anos, voltou à atividade com novos carros e um novo sistema de tração elétrica.

Em 2001, foi modernizado com carruagens mais confortáveis e seguras e todos os anos é feita uma paragem para manutenção do transporte, considerado um ex-líbris turístico da vila.