De que está à procura ?

alemanha
Lisboa
Porto
Berlim, Alemanha
Lifestyle

Esta é uma notícia mesmo má

De acordo com um novo estudo, no futuro poderá existir menos cerveja do que aquela que existe hoje, devido aos efeitos que as alterações climáticas podem trazer, como é o caso de ondas de calor muito intensas e secas extremas.

Estes fatores colocam a produção e a colheita de cevada em risco e, sendo esta uma das principais matérias-primas utilizadas para produzir cerveja, esta pode mesmo estar em risco, diz o jornal Sol.

A investigação citada envolveu cientistas de diversas universidades, que analisaram vários modelos climáticos e examinaram de que forma é que as plantações de cevada poderão ser afetadas nos próximos 80 anos.

Depois da análise, os modelos económicos foram utilizados para calcular o impacto no abastecimento e no preço da cerveja. Os testes concluíram que o consumo da bebida poderá cair em cerca de um terço em países como a Irlanda, Bélgica e República Checa. Ainda assim, mesmo num melhor cenário climático questões como a emissão de CO2 responsáveis pelo aquecimento global são cortadas em grande escala e muito rapidamente.

Além disso, haverá ainda queda de produção entre 9 e 13 por cento da produção de cerveja nestes países que são, é de sublinhar, tradicionalmente dos maiores mercados de consumo de cerveja.

Portanto, no caso da escassez de cerveja, isto fará com que o preço da cerveja aumente, dizem os responsáveis pelo estudo.

Os mais atingidos serão os consumidores da Polónia, com o aumento de cinco vezes o preço atual.

No entanto, além da cerveja, também produtos como o chocolate, o café e o chá deverão ficar mais caros, exatamente pelos mesmos motivos.