De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Desporto

‘Hat-trick’ de Doumbia garante quartos da Taça para Sporting

Um ‘hat-trick’ do avançado Seydou Doumbia ajudou esta quarta-feira o Sporting a vencer o Vilaverdense, por 4-0, assegurando assim a presença nos quartos de final da Taça de Portugal em futebol, num jogo totalmente dominado pelos ‘leões’.

O ponta de lança marfinense contabiliza agora cinco golos pelo clube de Alvalade em todas as competições, tendo sido a grande figura do desafio, ao apontar três dos quatro golos (44, 64 e 74), com a contagem a ser fechada pelo português Gelson Martins (88).

Como prometido na antevisão ao encontro, Jorge Jesus apostou num ‘onze’ muito diferente dos que tem utilizado tanto no campeonato como na Liga dos Campeões, deixando entre os titulares apenas dois futebolistas que costumam ser escolha frequente para o técnico, o argentino Rodrigo Battaglia e o brasileiro Bruno César.

Já a equipa da série A do Campeonato de Portugal, que para chegar aos ‘oitavos’ da prova ‘rainha’ deixou para trás o favorito Boavista, apresentou-se no Estádio José Alvalade com as habituais opções, destacando-se o guardião Pedro Freitas, campeão europeu de sub-17 por Portugal, em 2003.

Tal como esperado, o primeiro tempo do desafio disputou-se, praticamente, no meio campo do Vilaverdense, mas sem que o Sporting conseguisse acabar cedo com as esperanças dos minhotos. Um cabeceamento de Tobias Figueiredo à figura do guardião e um remate por cima de Iuri Medeiros foi o melhor da formação de Alvalade nos instantes iniciais.

A falta de entrosamento entre os ‘leões’ menos utilizados começava a sobressair aos poucos, principalmente no capítulo do último passe, pelos pés de Alan Ruiz, que não acertava com as movimentações do marfinense Seydou Doumbia.

Por seu lado, o conjunto com o melhor ataque do terceiro escalão (38 golos) conseguiu somente por uma vez obrigar Salin a atirar-se para o relvado, quando o nigeriano Ahmed Isaiah desmarcou bem o extremo André Soares para um remate fraco.

O ‘desaparecido’ Iuri Medeiros – já não vestia a camisola principal do Sporting há mais de dois meses – deu o protagonismo todo ao argentino Alan Ruiz, que desperdiçou um passe primoroso do português para abrir o marcador.

Contudo, já em cima do tempo de descanso, os ‘leões’ lá conseguiram desbloquear o nulo. Alan Ruiz, desta vez, viu bem a desmarcação de Bryan Ruiz, que finalizou para a defesa incompleta de Pedro Freitas e viu Doumbia limitar-se a fazer a emenda.

O marfinense veio do intervalo com ‘ganas’ de fazer mais golos, mas Jorge Jesus não gostava do que via e foi preciso mexer, decidindo colocar os extremos velozes Podence e Gelson Martins para desmoronarem por completo a defesa do Vilaverdense com Doumbia a ‘bisar’.

As alterações deram um maior fulgor ao Sporting, perante um já desgastado Vilaverdense e incapaz de sair a jogar. Dos segundo ao terceiro golos foi um instante, novamente por Doumbia (64 e 74).

Já perto do fim, Gelson Martins ainda teve tempo para aplicar um dos seus dotes que bem o caracteriza, a velocidade, pesando pelo meio dos centrais visitantes e, só com Pedro Freitas pela frente, rematou certeiro.

Jogo realizado no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Sporting – Vilaverdense, 4-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Doumbia, 44 minutos.

2-0, Doumbia, 64.

3-0, Doumbia, 74.

4-0, Gelson Martins, 88.

Equipas:

– Sporting: Salin, Ristovsky, André Pinto, Tobias Figueiredo, Bruno César, Petrovic, Battaglia, Iuri Medeiros (Acuña, 73), Alan Ruiz (Gelson Martins, 60), Bryan Ruiz (Daniel Podence, 60) e Doumbia.

(Suplentes: Rui Patrício, Coates, Bruno Fernandes, Acuña, Daniel Podence, Bas Dost e Gelson Martins).

Treinador: Jorge Jesus.

– Vilaverdense: Pedro Freitas, Pedro Lemos, Nené, Rafael Vieira, Henrique Gomes, André Salvador (Latyr Fall, 60), Ibraima So, Ahmed Isaiah (Joel Silva, 78), André Soares (Elísio, 69), Zé Pedro e Rafa Miranda.

(Suplentes: Mário Paula, Vini, Joel Silva, Elísio, Tanela, Latyr Fall e Carneiro).

Treinador: António Barbosa.

Árbitro: Luís Ferreira (AF Braga).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Rafael Vieira (09), Doumbia (30) e Ibraima So (57).

Assistência: Cerca de 8.000 espetadores.