De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Opinião

Escravidão

Walter Hawthorne, historiador norte-americano, defende que Portugal deveria pedir desculpa pelo papel do país no tráfico de escravos e incentivar uma discussão sobre o tema na sociedade portuguesa.

O tema é muito complicado, mas vindo de um natural de um país em que a abolição da escravatura apenas sucedeu em 1865, 104 após Portugal ter feito o mesmo, e que ainda na década de 60 tinha leis racialmente discriminatórias, e que começa, agora e de novo, a ter atitudes xenófobas e preconceitos religiosos, acho um pouco exagerada essa exigência de expiação, muito embora ache que a maioria dos norte-americanos são pessoas decentes.

A escravidão é culpa da humanidade e não apenas de um ou dois povos, pois, existiu em todos os continentes, em todos os países, e foi prática legal e comum até meados do século XX em muitos países africanos.

De facto lamenta-se que a humanidade tenha admitido tal prática, e a humanidade somos todos, os que actualmente condenam, mas também os nossos antecedentes que a praticaram.

Devemos lamentar, mas Portugal não deve pedir desculpa, pois, não foi Portugal que inventou o esclavagismo, nem tem que ser o bode expiatório de algo que envergonha a humanidade. Aliás, depois do Japão, Portugal foi país seguinte a abolir a escravatura, mais de 200 anos antes da Arábia Saudita que tantos hoje veneram os seus petrodólares.

Devemos respeitar, entender e lamentar, desculpas tem que ser a humanidade a fazê-lo.