De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Continuam os interrogatórios ao homem que matou Mäelys de Araújo

Prosseguem os interrogatórios ao autor confesso do crime de Mäelys de Araújo que esta terça-feira se apresentou mais uma vez no Tribunal de Grenoble, em França.

A autópsia realizada à criança, que desapareceu na madrugada do dia 27 de agosto, não foi esclarecedora quanto à forma como a menina morreu. Lembra o Dauphine Libére que os médicos legistas que analisaram os restos mortais de Mäelys encontraram várias fraturas no crânio e na mandíbula da menina.

Nordahl Lelandais foi confrontado com estes novos desenvolvimentos por três juízes da Procuradoria de Grenoble. O procurador Laurent Becuywe já veio, contudo, informar a imprensa que não será revelado o conteúdo do interrogatório.

O ex-militar de 30 anos já havia explicado que a lesão na mandíbula aconteceu na sequência de uma bofetada que este havia dado na criança.

Os advogados da família da criança também estarão presentes e estarão autorizados a questionar o autor do crime.