De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Opinião

Chocolate de leite, preto ou branco? Agora, há mais um: Ruby!

Pois é, tinha de iniciar a rentrée do meu blog, depois de umas pequenas férias, com uma grande novidade, que a todos os amantes de chocolate vai agradar… Ruby torna se a primeira cor natural do chocolate em mais de 80 anos. Segundo Barry Callebaut, produtora de doces e chocolates e inventora deste com tom rosado, esta é a primeira cor natural para este género alimentício desde que a Nestlé revelou o chocolate branco.

Barry Callebaut é uma conceituada empresa suíça de chocolates e lançou, recentemente, uma quarta categoria do doce que não é amargo, de leite ou branco. O novo tipo foi batizado de Ruby e a diferença em relação aos outros é o seu sabor voltado para “frutas frescas com suavidade” e caracterizado pelo tom cor-de-rosa.

“Estamos ansiosos por trabalhar com parceiros na introdução deste inovador avanço no mercado e disponibilizar a nova categoria Ruby Chocolate aos fabricantes e consumidores de chocolate de todo o mundo como a quarta referência, ao lado do chocolate de leite, preto e branco”, anunciou a empresa, que resultou da fusão entre o fabricante belga de chocolate Callebaut e Cacao Barry, produtor francês de chocolate.

O chocolate Ruby está em desenvolvimento há 13 anos, desde que a empresa descobriu um novo tipo de cacau durante experimentos e refinamentos nos seus laboratórios. No entanto, foi só há dois anos que a empresa decidiu haver um mercado global para um chocolate cor-de-rosa. O grupo suíço acabou por lançar esta nova categoria, que se caracteriza por sabor frutado, mas nenhuma cor ou sabores extras são adicionados para criar a sua tonalidade, que advém de um pó extraído durante o processamento.

O cacau Ruby é cultivado na Costa do Marfim, no Equador e no Brasil, e a empresa confirmou ser inteiramente natural e não geneticamente modificado. “Nós não adicionamos aromas, nem corantes, nem aditivos: tudo sai da semente do cacau e é tudo natural”, afirma Peter Boone, Diretor de Inovação e Qualidade da Barry Callebaut. “É uma dedicação em anos de pesquisa sobre os processos artesanais de fazer chocolate. Mas também foi sorte termos encontrado este potencial no cacau há 13 anos”.

O novo chocolate rosa poderá chegar às prateleiras dos supermercados europeus em cerca de seis meses, mas é bom que se saiba que foi desenvolvido por Barry Callebaut, o maior processador de cacau do mundo.