De que está à procura ?

alemanha
Lisboa
Porto
Berlim, Alemanha
Motores

Mitsubishi ASX 1.6 MIVEC Tokyo: nunca um SUV foi tão acessível

© José da Palma

As linhas herdadas do Mitsubishi Lancer são algo conservadoras, no entanto, continuam a funcionar. Não fosse o Mitsubishi ASX um dos modelos mais vendidos da marca.

mitsubishi-asx-22

A grelha aberta, as ópticas rasgadas e o design do capo mais elaborado continuam a dar ao Mitsubishi ASX um espírito jovem, rebelde e desportivo. Algo que continua espalhado um pouco por toda a carroçaria. Esta versão “Tokyo” ainda oferece jantes de 18 polegadas com 2 tons, tejadilho panorâmico e vidros traseiros escurecidos. Na traseira contamos com os farolins rasgados, um spoiler bastante discreto e um pequeno difusor que alberga uma saída de escape.

As abas em plástico preto por cima das rodas e as saias laterais, também em plástico, contrastam bem com uma côr mais clara na carroçaria. As barras de tejadilho longitudinais, embora em metal, são acabadas à mesma côr das abas e das saias laterais.

No interior o espaço é a palavra de ordem, viajamos com conforto e espaço tanto nos lugares dianteiros como nos lugares traseiros e ainda juntamos uma bagageira agradável com 419 Litros de capacidade.

O que deixa a desejar, no interior, é o design pouco elaborado e algo antiquado. Os materiais podiam ser melhores, mas são compensados com a qualidade da construção que é bastante “sólida”. Os assentos são confortáveis Q.B.

A posição de condução é também ela agradável. Conduzimos sempre com uma postura ligeiramente mais alta, no entanto, o volante regulável em altura e profundidade, assim como regulação do assento em altura permitem-nos encontrar sempre uma posição de condução adequada.

O volante tem uma boa ergonomia, não tem botões em excesso e oferece os comandos essenciais. Rádio, telefone, controlo por voz e cruise-control.

O sistema de multimédia é bastante arcaico, aparece maioritariamente em inglês e torna-se algo confuso. Já o painel de instrumentos apresenta informações claras e úteis no computador de bordo. Poderiam apenas ter colocado o botão da alteração das informações do computador de bordo numa maneta do lado direito ou esquerdo, o botão no tablier colocado à esquerda do volante é pouco funcional.

O equipamento é bom, contamos com estofos em pele, apoio de braço nos lugares traseiros, botão “Start-Stop” de ignição, ar-condicionado automático, câmara de ajuda ao estacionamento traseiro, entradas USB e Jack, sensor de chuva e luminosidade, sistema de ajuda ao arranque em subida, chave mãos-livres e retrovisores retracteis electronicamente. O tejadilho panorâmico de dimensões generosas oferece um melhor ambiente no habitáculo.

O motor 1.6 MIVEC com 117cv de potência e 154Nm de binário tem fiabilidade mais do que comprovada. No entanto, os consumos andam sempre próximos dos 8 Litros a cada 100km e não podemos esperar andamentos muito vivos.

No comportamento o Mitsubishi ASX oferece braços independentes no eixo traseiro o que resulta num aumento do conforto e num melhor comportamento em estrada. É um automóvel agradável de conduzir, com uma boa posição de condução e com uma altura ao solo ligeiramente maior que nos permite umas aventuras por estradas de terra.

Mais automóveis em Carzoom