De que está à procura ?

Europa

Startup portuguesa dá a mão a Espanha

© DR

Após um ano de funcionamento em território português, a startup portuguesa Networkme, que ajuda estudantes a descobrir que carreira seguir e empresas a recrutar jovens talentos, vai investir um milhão de euros para abranger o mercado espanhol.

Com este investimento e a expansão da empresa para a totalidade da península ibérica, a Networkme vai iniciar o recrutamento em Espanha e manter a sua base em Portugal, explica Felipe Vieira, CEO da empresa, ao Jornal de Negócios. Em comunicado, acrescenta que o objetivo se depreende na ultrapassagem dos 20 mil para 300 mil inscritos na plataforma.

Vieira aponta como motivações desta expansão, para além da taxa de desemprego jovem que rondou os 40% durante a pandemia, o facto de a empresa poder de “beneficiar da proximidade geográfica e atrair o talento jovem”. Sendo isto uma “oportunidade de criar um impacto imensamente positivo”.

As multinacionais podem aceder aos 20 mil estudantes universitários inscritos, o que oferece a possibilidade aos alunos de um “caminho mais rápido entre a universidade e um emprego, ao impulsionar a vida profissional dos estudantes com desafios e situações reais, criados pelas maiores empresas do país”.

Segundo Márcia Teixeira, estudante de Mestrado na Universidade do Minho, a Networkme ajudou-a a encontrar “oportunidades e eventos para ingressar no mercado de trabalho e melhorar os conhecimentos”. Bem como a “perceber a realidade das empresas em Portugal através dos simuladores e desafios disponíveis.”

Já para Francisco Jacinto, estudante de Licenciatura na Católica Lisbon SBE, a vantagem da Networkme é “a facilidade de contacto entre os estudantes e os verdadeiros profissionais no mercado de trabalho”.

A Networkme opera com a oferta de uma rede de contactos diretos entre estudantes, profissionais, empresas e universidades. Com mais de 50 empresas parceiras, o CEO destaca a Sonae, Lidl, NOS, BNP Paribas e grupo Moongy.

#portugalpositivo

TÓPICOS