De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Europa

Para os ingleses Portugal e Suécia são os maus alunos da covid

Portugal está excluído da lista de países com que o Reino Unido vai abrir, a 6 de Julho, corredores de viagem que permitam aos turistas britânicos evitar a quarentena no regresso ao país. A decisão só será oficialmente anunciada na segunda-feira, mas foi avançada este sábado pela BBC. A medida, que é justificada pela evolução negativa dos números da covid-19 em Portugal nos últimos dias, poderá ter impacto nos planos de relançamento do sector turístico nacional, já que o Reino Unido é o ponto de origem anual de três milhões de visitantes, e afetar muitos dos portugueses que vivem no país.

Espanha, França, Grécia, Itália, Alemanha, Holanda, Bélgica, Finlândia, Noruega e Turquia integram a lista de destinos de viagem ou férias que dispensam quarentena no regresso ao Reino Unido, ficando de fora, para além de Portugal, a Suécia.

Desde 8 de junho que vigora no Reino Unido a obrigação de isolamento durante 14 dias para todos os viajantes, britânicos ou estrangeiros, que regressem do exterior, para reduzir a probabilidade de contágio da covid-19. A desobediência vale uma multa de cerca de mil euros.

Citado este sábado pela BBC, um porta-voz do Governo britânico afirmou que o fim da quarentena obrigatória relativa a um conjunto de países visa dar aos britânicos “a oportunidade de umas férias de Verão no estrangeiro”. No entanto, o responsável sublinhou que o alívio das medidas dependerá sempre da manutenção de um risco baixo de propagação do vírus, e que pode ser revertido se houver uma evolução desfavorável da situação epidemiológica.

No mapa oficial de risco britânico, Portugal e a Suécia deverão ser classificados com a cor vermelha.