De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Europa

Máscaras roubadas em Espanha estarão a ser vendidas em Portugal

Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por alegadamente ter furtado dois milhões de máscaras e outro material médico de um armazém da Galiza, suspeitando a polícia espanhola que o seu destino foi Portugal.

A agência EFE, que cita fontes policiais, avança que o equipamento médico e sanitário furtado, essencial para a proteção contra o novo coronavírus, que provoca a doença covid-19, está avaliado em cinco milhões de euros e foi adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material.

O empresário de Santiago de Compostela foi ouvido no sábado por um juiz do Tribunal Superior de Justiça da Galiza, e saiu em liberdade, mas continua a ser investigado pelas autoridades por ter furtado de uma empresa material médico no valor de cinco milhões de euros.