De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Já ouviu jazz em mirandês?

Juntar o jazz ao mirandês deu origem a um disco original e distinto que tem como objectivo preservar a segunda língua oficial de Portugal.

“Nun me Lhembra de Squecer”, um disco de originais, com lançamento previsto para Setembro, conta com poemas de Amadeu Ferreira um dos maiores defensores da língua mirandesa.

Esta é uma ideia antiga da cantora Isabel Ventura, transmontana de nascença, mas radicada no Porto. Isabel Ventura já tem dois discos de jazz gravados, um de 2013, outro de 2015. Anteriormente colaborou com vários grupos como os Ban, Trabalhadores do Comércio, GNR e Pedro Abrunhosa.

Para tornar este projecto viável decorre um crowdfunding, um financiamento colectivo ao qual pode aceder aqui.

Para aperfeiçoar o mirandês, a cantora tirou um curso online e fez uma exaustiva investigação de vários livros da língua, alguns dos quais já nem se encontram à venda.

”A língua sempre me foi muito familiar. Passei grande parte das minhas férias numa aldeia que pertence ao planalto mirandês, Campo de Víboras, e numa dessas viagens surgiu esta ideia” – refere Isabel. “Comecei por fazer um poema, que dá nome ao disco, que é precisamente o contar da minha história e das minhas lembranças… Quase me emociono porque volto aos tempos de criança e lembro-me das expressões que ouvia na aldeia e na minha avó e hoje em dia estou a aplicar o mirandês àquilo que faço profissionalmente”, disse Isabel Ventura ao BOM DIA.