De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Conselheiro na Bélgica lança petição pelo ensino de português

No dia que marca o aniversário da morte do poeta Fernando Pessoa, lança-se uma petição que tem como objetivo o ressurgimento do ensino de português como língua materna junto das crianças e jovens portugueses e lusodescendentes residentes no estrangeiro.

A petição “Português para Todos – Pelo direito das nossas crianças e jovens a um Ensino de Português no Estrangeiro de qualidade e gratuito” foi lançada este sábado na square Fernando Pessoa, em Bruxelas, Bélgica.

Os subscritores da petição “Português para Todos” consideram que as decisões políticas que foram e estão a ser tomadas têm progressivamente levado à extinção do ensino de português como língua materna para os filhos e descendentes de emigrantes.

Assim, os peticionários irão solicitar à Assembleia da República, caso conseguirem o número de assinaturas necessárias, as seguintes alterações:

  • A adoção de políticas para o ensino de português no estrangeiro nos ensinos básico e secundário que saibam distinguir as políticas de língua e educação num contexto da internacionalização, nomeadamente o ensino de português como língua estrangeira, das políticas de língua e educação destinadas às Comunidades Portuguesas, mais precisamente, o ensino de português como língua materna;
  • A mudança da tutela do Ensino de Português no Estrangeiro (EPE), vertente de língua materna, do Ministério dos Negócios Estrangeiros para o Ministério da Educação;
  • A revogação da propina (taxa de inscrição) para todos os jovens portugueses e lusodescendentes que frequentem ou venham a frequentar o EPE;
  • A expansão da rede do EPE, vertente de língua materna, para jovens portugueses e lusodescendentes, dentro e fora da Europa.

“Esta é uma matéria que toca diretamente cada uma e cada um dos 5 milhões de portugueses que vivem fora do país, mas também os 10 milhões de portugueses que vivem em Portugal, razão pela qual subescreveram e/ou apoiaram a petição, até à data de hoje, membros ativos nas comunidades portuguesas e demais apoiantes residentes em Portugal”, disse ao BOM DIA Pedro Rupio, conselheiro das comunidades portuguesas eleito pela Bélgica.

Se quiser apoiar esta iniciativa, poderá contribuir assinando a petição clicando aqui.

#portugalpositivo