De que está à procura ?

alemanha
Lisboa
Porto
Berlim, Alemanha
Europa

Covid no Luxemburgo: teste já não chega para ir a bares e restaurantes

Ainda está fora de questão obrigar a população luxemburguesa à vacinação, mas as medidas anunciadas esta segunda-feira complicam a vida dos não-vacinados.

A partir de 15 de janeiro, o Luxemburgo implementa a obrigatoriedade do CovidCheck, ou seja, para ir trabalhar terá de estar vacinado, curado ou ter um teste negativo. Mas para quem optar pelos testes frequentes, a situação será pouco confortável já que a validade dos testes deve ser reduzida ainda esta semana, se o parlamento votar a medida, lembrou o chefe do governo luxemburguês, Xavier Bettel.

Os testes de PCR só terão validade de 48 horas, os testes antigénicos 24 horas, o que obrigará os não vacinados a praticá-los constantemente, e a pagá-los cada vez que os façam.

Novidade anunciada esta segunda pelo governo do grão-ducado: os testes não darão acesso a atividades recreativas. Quem não for vacinado simplesmente não poderá participar em atividades de lazer, ir a restaurantes ou bares, que ficam apenas acessíveis a vacinados ou curados. Nesses locais a máscara passa a ser opcional.

O governo anunciou ainda que as pessoas que receberam duas doses da vacina AstraZeneca receberão uma dose de reforço após quatro meses, em vez de seis para outras vacinas. A terceira dose da vacina permanece opcional nesta fase, sem descartar uma mudança nas próximas semanas.