De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Papa Francisco nomeia arcebispo um luso-canadiano

O Papa Francisco nomeou como arcebispo o padre luso-canadiano José Avelino Bettencourt, de 55 anos, chefe de protocolo da Secretaria de Estado do Vaticano, desde 2012.

O responsável foi ainda designado como núncio apostólico (representante diplomático da Santa Sé); tinha até agora o título de conselheiro de Nunciatura.

Em declarações à Agência ECCLESIA, D. José Avelino Bettencourt, agradece a “grande confiança” do Papa e sublinha a “proximidade” de Francisco, neste seu percurso, que o vai levar a servir populações de outras nações.

“Sinto-me muito honrado pela confiança que o Santo Padre depositou em mim. O núncio apostólico tem um papel de servir o Papa, a unidade, o povo, de ser voz daqueles que não têm voz: basta pensar na síria, no Congo ou no Sudão. Muitas vezes a Igreja consegue dar voz àqueles que não têm voz”, assinala.

A ordenação episcopal vai acontecer na Basílica de São Pedro, a 19 de março, pelas 17h00 locais (menos uma em Lisboa), na solenidade de São José, com presidência do Papa Francisco, no dia em que assinalam 5 anos do início oficial do seu pontificado.

O Papa atribuiu ao arcebispo, simbolicamente, a titularidade da antiga diocese de Cittanova, no território da Croácia.

Ainda sem destino indicado, o novo núncio mostra “muita vontade de ir ao encontro de outros povos e servir a Igreja”.

“Eu abracei o cargo que me foi dado há cinco anos e meio e continuo a abraçar a missão que é posta à minha frente, é o que dá sentido à vida de sacerdote, ao serviço à Igreja. E eu tenho trabalhado com o coração e de boa vontade”, referiu D. José Avelino Bettencourt.

Uma missão que o leva ao encontro de outros povos, outras religiões, outros povos, histórias e contextos políticos.

O novo arcebispo confessa que, no início da sua vida sacerdotal, “nunca teria imaginado” este percurso, no corpo diplomático, “uma outra realidade que está ao serviço da Igreja”.

O sacerdote frequentou a Academia Eclesiástica em Roma, tendo-se formado em Direito Canónico, e entrou no serviço diplomático da Santa Sé em 1999.

Depois de ter trabalhado na representação diplomática da Santa Sé na República Democrática do Congo, D. José Bettencourt passou à secção para as relações com os Estados, do Vaticano.

O departamento do protocolo da Secretaria de Estado, além das relações com o corpo diplomático, encarrega-se dos procedimentos relativos ao acordo [agrément] para os novos embaixadores, como acontece neste momento com a representação de Portugal junto da Santa Sé.

A Secretaria de Estado é presidida por um cardeal que assume o título de secretário de Estado, considerado como o primeiro colaborador do Papa no governo da Igreja e o máximo expoente da atividade diplomática e política da Santa Sé.

Em 2013, D. José Bettencourt foi condecorado pelo presidente Aníbal Cavaco Silva com a Comenda da Ordem Militar de Cristo; é cónego honorário da Sé de Angra (Açores) desde março de 2015.