De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Minhotos de Clichy levam crianças deficientes ao Gerês

“Os Minhotos de Clichy”, uma associação portuguesa de França, vai organizar um batismo náutico para 470 pessoas com deficiência, na sua maioria crianças, na Barragem da Caniçada, no Gerês, dia 30 de junho.

“Meninos a sonhar nas águas do Gerês” é o nome da iniciativa que vai juntar várias instituições portuguesas de solidariedade social e que é organizada por Miguel Pires, fundador e presidente da associação “Os Minhotos de Clichy”.

“O objetivo é fazer sorrir as crianças e nós também ficamos satisfeitos quando as coisas correm bem. Acho que a nossa vida só tem sentido se fizermos alguma coisa pelos outros sem esperar nada em troca. Eu já fui visitar as instituições na Páscoa e quando falei no programa, começaram logo a sonhar com aquele dia”, disse à Lusa o empresário de 52 anos.

A iniciativa está a ser feita “em colaboração com a União das Misericórdias Portuguesas, autarquias e empresários portugueses locais”, vai ter 60 voluntários e vai ser “apadrinhada” pelo artista português Zé Amaro.

A ideia de fazer um “batismo náutico para quem nunca andou de barco” surgiu depois de o dirigente associativo ter organizado, em 2016, um “batismo de voo” em Braga para cerca de 300 crianças com deficiência e depois de ter participado em 2015 em iniciativas semelhantes organizadas por empresários portugueses radicados em França.

A festa vai contar com passeios de barco, comes e bebes, música e entrega de “camisolas individualizadas” com a inscrição CR’, em referência ao avançado português, em pleno mundial de futebol a decorrer na Rússia.

“Os miúdos vão passar um dia espetacular. Vai haver palhaços, algodão doce, brinquedos, bebidas, bolinhos, mandámos fazer 600 camisolas do Cristiano Ronaldo para lhes dar. É evidente que se o faço na minha terra é porque também me sinto orgulhoso dela porque quando de lá saí era muito pobrezinha e hoje os mais ricos de Portugal querem viver no Gerês”, continuou.

Oriundo da freguesia de Rio Caldo, no concelho de Terras de Bouro, Miguel Pires chegou a França em 1984, ainda adolescente, e tem, atualmente, várias empresas na área da construção civil e restauração em França, onde fundou, em 2000, a associação “Os Minhotos de Clichy”.

A associação “também apoia atividades em França” e angariou 15.000 euros para dar a uma instituição de apoio a refugiados do Sudão do Sul já que a irmã de Miguel Pires é missionária e está atualmente a prestar ajuda num campo de refugiados na fronteira com o Quénia.