De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Trump pede mudanças na “lei do chuveiro”

Na questão dos chuveiros, a regra é de ouro para Donald Trump. E se a água não é adequada à jactância do presidente dos EUA, pressiona-se o Departamento de Energia a alterar a pressão da água.

Uma lei de 1992 determina que os chuveiros norte-americanos não podem debitar mais de 9,5 litros de água por minuto. O valor, aprovado durante a presidência de Bill Clinton, no meio de um movimento global de preservação do ambiente, que culminou com a Cimeira da Terra (ECO-92), no Rio de Janeiro, não está adequado às exigências capilares do atual presidente dos EUA.

“Então, chuveiros – tomamos um duche e a água não sai. Que fazemos? Tomamos um banho mais longo, ficamos mais tempo? Por causa do meu cabelo – não sei em relação a vocês, mas para mim tem de ser perfeito. Perfeito”, disse Donald Trump, durante um encontro na Casa Branca, em Washington, no mês passado.

As queixas de Trump são recordadas no momento em que se conhecem as alterações propostas pelo Departamento de Energia dos EUA. A serem aplicadas, permitem duplicar ou até triplicar o volume de água a debitar pelos chuveiros dos norte-americanos.

Leia mais em Jornal de Notícias.