De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

Terra

Terra.

Como descrever a Terra?

Eu poderia estar a referir-me só à terra onde pisamos ou que suporta as árvores, mas aqui o conceito é bem maior. Bem maior do que qualquer noção de grandeza que tenhamos ou que alguma vez iremos ter.  A Terra é simplesmente a nossa casa. Casa que não escolhemos, é certo,  mas que nos acolheu há uns bons milhares de anos, com diferentes assoalhadas e diferentes pisos, todos característicos e únicos. Terra – Planeta sem luz própria, como nos ensinaram na escola primária, mas que se esqueceram de nos dizer como cuidar dela. Se cuidamos de tudo o que nos pertence ou nos diz respeito, deveríamos ter recebido também instruções de como lidar com ela. O mais estranho de tudo não é isso… Como é que, não sabendo tratar dela, conseguimos estragá-la em tão pouco tempo?

Nesta altura de reflexão, como a que estamos a passar, é urgente fazer também uma pausa e pensar o que fizemos de errado e como corrigir. Novos recentes conceitos apareceram rapidamente, como mudanças climáticas, efeito de estufa, desflorestação e recursos não renováveis. Poderia estar a escrever sobre as lindas papoilas que florescem no campo (e obrigada Terra por nos dares maravilhas como estas) mas não consigo escrever sobre este Planeta sem pensar no mal que lhe fizemos. Que mal nos fez a Terra para a tratarmos assim? Será que foi só inconscientemente? Ou seremos seres maléficos que não podem ver nada bonito sem, a seguir, estragar?

No outro dia, estava a ler alguns artigos quando me deparei com uma analogia caricata: O ciclo do carbono assemelha-se a um jogo de Tetris. Se forem amantes de quebra-cabeças como eu, já estão a imaginar o porquê de eu o mencionar. Os blocos representam o carbono proveniente de vulcões, restos vegetais, respiração de animais, entre outros, que se acumulam na atmosfera, contribuindo para o efeito de estufa. Tal como no Tetris, quantos mais blocos houver, mais difícil será recuperar a estabilidade. Na vida real, os “blocos” de carbono podem ser eliminados através da fotossíntese. Devido à desflorestação, a quantidade de gases na atmosfera aumenta, causando o aquecimento global e os blocos acumulam-se de forma descontrolada.  Mas, e ao contrário de um jogo de Tetris, quando chegarmos ao “Game Over”, não teremos nenhuma oportunidade de recomeçar.

Continuo a achar que ainda vamos a tempo…É difícil, eu sei, mas o fácil nunca deu prazer. É altura de juntar armas e entrar neste jogo contra o tempo. E que depressa que o tempo avança…

Se algum dia me perguntassem se, havendo opção de escolha, mudaria de casa, eu responderia que tentaria mudar toda a péssima decoração que andámos a escolher em excesso durante este tempo e tentaria recomeçar de novo…

Feliz dia, Terra!

 

22 de Abril – Dia Mundial da Terra

 

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.