De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Europa

Taxistas portugueses juntam-se à greve de colegas espanhóis

Começaram a surgir esta manhã várias imagens de táxis de matrícula portuguesa de Lisboa e do Porto que estão solidários com a luta do sector em Espanha contra as plataformas Uber e Cabify.

As associações que representam os motoristas de táxi em Portugal não estão presentes no país vizinho mas estão a par da partida de alguns carros. “Temos conhecimento de que partiram vários carros de Lisboa, a título individual, para a manifestação em Espanha. Estamos solidários com os taxistas espanhóis”, adianta Carlos Ramos, líder da FPT – Federação Portuguesa do Táxi ao Dinheiro Vivo.

Da parte da ANTRAL, Florêncio de Almeida refere que “não há necessidade de estar em Espanha”.

Os protestos dos taxistas começaram na quarta-feira na região da Catalunha contra a suspensão da lei que limitava a circulação de veículos de aluguer, os designados VTC (veículos com condutor) no centro da cidade de Barcelona. No dia seguinte, o ambiente descontrolou-se e os carros da Uber e da Cabify foram apedrejados, pintados com spray e vandalizados, o que levou a Unauto VTCs, (que detém as duas plataformas) a suspender as atividades na cidade até que “volte a normalidade”, de forma a garantir a segurança dos passageiros e dos condutores. Esta luta, entretanto, ganhou projeção nacional. Os taxistas de Madrid também estão em greve por tempo indeterminado desde sábado e também juntaram-se, esta terça-feira, taxistas de Málaga e Costa do Sol, no sul de Espanha, de Saragoça, região nordeste, e das ilhas Baleares.