De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Publireportagens

Saúde, serviços sociais e empresas públicas revalidam confiança na OGBL

Temos vindo a fazer o esmiuçamento, setor por setor, dos resultados da OGBL nas Eleições Sociais 2019 no que diz respeito às delegações do pessoal nas empresas. Hoje, os setores da saúde, cuidados e serviços sociais, e o das empresas e serviços públicos e estatais.

Trabalhadores reconhecem êxito das primeiras greves do setor dos serviços sociais

Mais uma vez, os trabalhadores da saúde, dos serviços sociais e educativos confirmaram o trabalho que a OGBL tem vindo a fazer neste setor e exprimiram largamente o seu voto em nosso favor nestas últimas eleições sociais.

Os excelentes resultados que a OGBL obteve nestas eleições devem-se aos sucessos do nosso sindicato na revalorização das carreiras que conseguimos incluir nas convenções coletivas de trabalho (CCT) dos setores hospitalar, dos cuidados e serviços sociais, mas também, por certo, às primeiras greves do setor (nos lares idosos, nomeadamente), que se saldaram por estrondosas vitórias para os trabalhadores. Os profissionais do setor sabem que a OGBL é um parceiro forte, que sabe quando e como tomar posição, e até subir em força nos momentos cruciais da luta sindical.

Ao ganhar delegados suplementares em muitas instituições, a OGBL pôde consolidar ainda mais a sua posição de liderança no setor, tendo sido incontestavelmente levada pelo voto em massa dos trabalhadores que afirmam assim querer que o nosso sindicato continue a sua luta por uma política laboral progressista.

No setor hospitalar, a OGBL é o único sindicato em vários estabelecimentos ao ter obtido todos os mandatos da delegação do pessoal, como, por exemplo, no Centro Hospitalar do Norte, Rehazenter ou Centro de Reabilitação de Colpach. Noutros, obtivemos a maioria, como no caso dos Hospitais Robert Schuman, grupo que nasceu da fusão de várias unidades como o Centro Hospitalar do Luxemburgo (CHL), o Centro Hospitalar e Neuro-Psiquiátrico de Ettelbruck (CHNP) e o Centro Hospitalar Émile Mayrisch de Esch-sur-Alézette (CHEM).

Além disso, este balanço mais do que positivo estende-se igualmente ao setor dos cuidados e apoios ao domicílio, e ao dos serviços sociais.

A OGBL conseguiu 100% dos mandatos sobretudo nas delegações do pessoal das grandes instituições do setor, como a Cruz Vermelha Luxemburguesa, a HelpDoheem Versuergt, Servior, Caritas, Arcus, Apemh, bem como nos lares em que tiveram lugar as greves em 2018: An de Wisen, Parcs du 3e âge e ZithaSenior.

Com 85% dos delegados sindicais do setor, a OGBL vai assim poder continuar a defender os direitos sociais já conquistados e lutar por melhores condições de trabalho e de salário para todos os trabalhadores e trabalhadoras.

Trabalhadores de empresas e serviços públicos sem estatuto de funcionários

Depois dos excelentes resultados de 2013 e graças aos bons resultados das eleições sociais de 2019, a OGBL não apenas reforçou a sua posição a nível municipal (communes) e estatal, como ao obter 58% dos votos se tornou verdadeiramente o primeiro sindicato dos trabalhadores das empresas e serviços públicos e estatais (sem estatuto de funcionários públicos). Este resultado representa um aumento de 10 delegados ao nível de todo o setor.

Nas delegações do pessoal das empresas do Estado, a OGBL elegeu 36 delegados, o que representa 78,26% dos mandatos.

A OGBL tem a totalidade dos mandatos em municípios como Kayl/Tétange, Mamer, Mondercange, Roeser, Rumelange, Bettembourg e Dudelange. Nas autarquias de Esch-sur-Alzette, Differdange, Pétange e Sanem/Belvaux, a OGBL guarda a posição de sindicato maioritário. Nas autarquias do sul, a OGBL elegeu 63 delegados, o que representa 80,77% dos mandatos nas delegações do pessoal.

Nos municípios rurais, a OGBL obteve um resultado eleitoral excelente e regista uma progressão de 65,38%, tendo eleito 43 delegados, o que representa 39,60% dos mandatos. Em Wiltz, Diekirch e Hesperange, o nosso sindicato manteve a maioria.

Na autarquia da cidade do Luxemburgo, a OGBL ganhou mais um delegado e aumenta o seu número de mandatos para 2.

O único senão destas eleições é o resultado da OGBL na empresa dos correios Post Luxembourg, na qual passou a contar apenas 3 representantes do pessoal, tendo perdido 2 mandatos.

…………………

=> A OGBL explica e informa. A OGBL é a n°1 na defesa dos direitos e dos interesses dos trabalhadores e dos reformados portugueses e lusófonos. Para qualquer questão, contacte o nosso Serviço Informação, Conselho e Assistência (SICA), através do tel. 26 54 37 77 (8h-17h) ou passe num dos nossos escritórios: 42, rue de la Libération, em Esch-sur-Alzette; 31, rue du Fort Neipperg, na cidade do Luxemburgo; e noutras localidades. Saiba onde se situam as nossas agências no Grão-Ducado e nas regiões fronteiriças em www.ogbl.lu.