De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Quota para emigrantes nas universidades portuguesas nunca foi preenchida

A quota de sete por cento para emigrantes e lusodescendentes, de acesso às universidades portuguesas, nunca foi preenchida. No total são cerca de 3.500 vagas disponíveis para o contingente da emigração. Os números de candidaturas da diáspora estão a aumentar mas a taxa ronda apenas os oito por cento das vagas destinadas às comunidades.

As candidaturas estão abertas até ao dia 7 de Agosto e o Secretário de Estado das Comunidades e João Queirós, Diretor-Geral do Ensino Superior, lança o apelo para que os jovens portugueses se candidatem à universidades portuguesas. O governante explica que até hoje nunca as cerca de 3.500  vagas para emigrantes e lusodescendentes foram ocupadas. Essas vagas abertas até ao dia 7 de agosto, passam, depois da primeira fase de acesso ao ensino superior, para o contingente geral de acesso.

Já em princípios de julho, a Secretária de Estado do Ensino Superior, Maria Fernanda Rollo, fazia o mesmo apelo em entrevista ao BOM DIA, destacando a qualidade das universidades portuguesas. Veja abaixo a entrevista completa: