De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Quatro anos depois espera-se sentença no caso Ana Lopes

O tribunal no Luxemburgo promete pronúncia de sentença dia 12 de janeiro, ou seja, quatro anos depois de o corpo da portuguesa do Luxemburgo, Ana Lopes, ter sido encontrada morta em França depois de ter estado desaparecida.

Foi um dos crimes mais mediáticos das comunidades portuguesas na última década. O corpo de Ana Lopes apareceu calcinado em janeiro de 2017, dentro de um automóvel no lado francês da fronteira luxemburguesa.

Quatro anos depois, o mistério da morte da jovem portuguesa do Luxemburgo, falecida com 25 anos de idade, ainda não está resolvido mas o julgamento do seu ex-namorado, Marco Silva está a decorrer.

Em junho de 2017, a polícia luxemburguesa colocou em prisão preventiva Marco da Silva, ex-companheiro de Ana Lopes, com quem tem uma criança.

O português continua na prisão de Schrassig, no grão-ducado, desde então e conhecerá a sentença dia 12 de janeiro de 2021.

Marco da Silva, natural de Viseu, foi apontado por alguns meios de comunicação social em Portugal como principal suspeito. Todavia sempre negou a sua ligação ao desaparecimento e morte de Ana Lopes tendo-o afirmado repetidamente, nomeadamente em entrevista exclusiva ao BOM DIA que pode recordar aqui: