De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Produtor carioca faz a ponte entre o Luxemburgo e o Brasil

Em setembro o produtor Nano Ribeiro (na foto), que comandou no Brasil os bailes do Clube dos Democráticos durante dez anos, e depois ficou à frente do Samba do Trabalhador, do incansável Moacyr Luz, por mais seis, vai levar ao seu país natal o grupo de jazz luxemburguês Dock in Absolute.

A banda vai atuar duas vezes no Brasil: dia 8 de setembro na Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro, e dia 9 no Teatro Municipal de Niterói.

Há menos de um ano a residir no Luxemburgo, Nano divide-se entre cursos de francês e projetos novos, entre os quais um festival de música brasileira a ter lugar em 2019, com o apoio do Consul Honorário do Brasil, André Bezerril e da Câmara de Comercio Brasil-Luxembourg, a CCBRALUX.

Nano Ribeiro saiu de uma realidade do subúrbio carioca, onde produzia a maior roda de samba em uma segunda-feira lotada, para um país do interior da Europa. “Não é mole não”, disse o brasileiro ao BOM DIA. No primeiro mês no Luxemburgo, ainda debaixo da neve de novembro de 2017, Nano fechou parceria com Patrice Hourbette, diretor da Music:Lx, um serviço de exportação de música luxemburguês, e como primeiro desafio manteve o jazz: “fui lá ver se conseguia trabalho e Patrice me disse que não tinha como me ajudar, e me perguntou se eu poderia abrir caminho para a música do Luxemburgo no Brasil, mudei a mão e estou indo em setembro para o Brasil com a banda Dock In Absolute. Tudo é novidade, viajar com eles, falando o básico de francês e inglês será um desafio extra”, desabafa.

Dock In Absolute é um trio estelar do Luxemburgo composto por Jean-Philippe Koch no piano, David Kintziger no baixo e Michel Meis na bateria. São jovens músicos que deram nova vida à cena musical luxemburguesa através do seu álbum de estreia, lançado no CAM JAZZ, que apresenta até doze faixas originais de Koch e uma de Kintzinger. “A música é cintilante, variada, vigorosa, premente, rica em reviravoltas no humor: do lírico ao irreprimível, do selvagem ao gracioso, do virtuosista e cristalino ao assertivo e dramático, do submisso ao arejado e demonstrativo. Um som que pode ser carregado em determinados momentos e acalmar no próximo, para depois descolar novamente para alcançar sons vibrantes”, explica Nano Ribeiro.

Sob a supervisão do produtor musical Ermanno Basso, o disco Dock In Absolute foi gravado e misturado por Johannes Wohlleben no Bauer Studios em Ludwigsburg, em dezembro de 2016, e masterizado por Danilo Rossi.