De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Desporto

Português junta-se às lendas do rugby

Gonçalo Uva vai juntar-se, na quinta feira, ao irmão Vasco Uva nos ‘Rugby Centurions’, um clube internacional composto exclusivamente por jogadores de râguebi que cumpriram pelo menos 100 jogos pela seleção do seu país.

O antigo internacional português, que fez o seu 100.º jogo pelos ‘lobos’ em março de 2018, frente à Polónia, vai ser integrado na ‘elite’ no decorrer da segunda gala do clube, em Londres, juntando-se ao irmão Vasco, que faz parte do grupo desde a sua fundação, em 2017.

Com uma carreira que, em Portugal, passou exclusivamente pelo Direito e, em França, pelo Montpellier e Narbonne, Gonçalo Uva assumiu num comunicado que a fundação dos ‘Rugby Centurions’, em 2017, constituiu um incentivo à sua longevidade nos relvados, de onde se retirou em 2018, aos 33 anos.

“O meu objetivo sempre foi representar Portugal o maior número de vezes possível. Quando soube da criação dos ‘Centurions’, obviamente, foi uma motivação extra para atingir a 100.ª internacionalização”, referiu o antigo 2.ª Linha da seleção portuguesa.

Entre os membros do clube fundado pelo sul-africano John Smit, estão alguns dos nomes mais célebres da modalidade a nível mundial, tais como Richie McCaw (Nova Zelândia), o mais internacional de todos os tempos, com 148 jogos pelos ‘All Balcks’ em 2015, ou Phillipe Sella (França), o primeiro de sempre a chegar à centena de ‘caps’, em 1994.

“É um orgulho poder entrar num grupo exclusivo do qual fazem parte grandes nomes das mais variadas gerações do râguebi mundial. É mais uma forma de representar Portugal e o râguebi português ao mais alto nível, ao lado do meu ‘capitão’ e irmão”, finalizou o antigo jogador.

Entre os pontos altos da carreira internacional de Gonçalo Uva, que teve início em junho de 2004, destaca-se, naturalmente, a participação no Campeonato do Mundo de 2007, em França, onde jogou ao lado de Vasco Uva, que considera um “privilégio” receber o irmão nos ‘Centurions’.

“Partilhámos os relvados durante cerca de 18 anos e somos os primeiros irmãos a integrar este clube. Pertencer aos ‘Centurions’ é uma enorme honra, uma das maiores da minha carreira desportiva”, referiu Vasco Uva.

A primeira gala dos ‘Rugby Centurions’ decorreu em 23 de novembro de 2017 e agraciou com um ‘blazer’ representativo os 53 jogadores que, até à data, haviam cumprido pelo menos 100 jogos internacionais pelos respetivos países, entre os quais o português Vasco Uva.

Além de Gonçalo Uva, outros 14 jogadores que atingiram, entretanto, a centena de internacionalizações serão ‘empossados’ como elementos do clube que pretende “unir os maiores guerreiros”, numa força conjunta para “promover o desenvolvimento” da modalidade.

#portugalpositivo