De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Portugal

Portugal quer ser o país do turismo seguro

O ministro da Administração Interna disse esta quinta-feira que “Portugal quer afirmar a importância da segurança para a promoção do turismo”, durante a assinatura de um memorando de cooperação entre a GNR e os Carabinieri italianos para patrulhamentos conjuntos.

O ministro Eduardo Cabrita presidiu à cerimónia de assinatura de um memorando de entendimento entre a GNR e os Carabinieri, para seis missões conjuntas de patrulhamento, três em Itália e três em Portugal, sendo a primeira já na sexta-feira para as peregrinações do 13 de maio em Fátima.

Em Portugal as restantes missões serão no verão em Lisboa e no Algarve, altura de maior afluxo de turistas italianos, e em Itália serão em Roma, Florença e Veneza, as cidades mais visitadas pelos turistas portugueses.

No âmbito desta cooperação, o ministro Eduardo Cabrita destacou que “Portugal quer afirmar cada vez mais a importância da segurança para a promoção do turismo, para a promoção do investimento, da presença de residentes estrangeiros e cientistas” e orgulha-se do bom caminho que tem feito nesta área, sendo “reconhecido como um dos países mais seguros do mundo”.

“A GNR tem vindo a fazer já patrulhamento conjunto com a Guardia Civil espanhola e com a Gendarmerie francesa, por isso é muito importante alargarmos esta experiência de patrulhamento conjunto com os Carabinieri italianos já a partir de sexta-feira na peregrinação em Fátima, enquadrando os turistas italianos que participam”, disse o governante.

O memorando contempla o emprego de elementos de ambas as forças de segurança em missões de patrulhamento conjunto, com o intuito de facilitar a prestação de informações relativas à presença de compatriotas turistas dos respetivos países, assim como a facilitação dos contactos entre os visitantes e as autoridades locais e respetivas representações diplomáticas e consulares.