De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Motores

Portuenses criam “powerbank” para veículos elétricos

A empresa AddVolt, nascida e sediada no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC), desenvolveu um carregador móvel para carros elétricos e híbridos que permite uma “carga rápida com maior conveniência”, revelou esta quinta-feira o responsável.

Em entrevista à agência Lusa, Bruno Azevedo, cofundador e diretor-executivo da empresa, criada em 2014 na UPTEC, explicou que este novo dispositivo surgiu da necessidade de “dar uma segunda vida” aos sistemas já utilizados em camiões e semirreboques refrigerados.

“Desenvolvemos uma tecnologia para eliminar o consumo de diesel e, consequentemente, as emissões e o ruído no transportes de mercadorias refrigeradas”, afirmou Bruno Azevedo, adiantando já terem conseguido com esta solução, intitulada AddVolt Plug-in, “evitar a emissão de cerca de mais de três toneladas de dióxido de carbono (CO2) em apenas um ano”.

Este sistema, que foi implementado na maioria dos camiões de transporte de produtos refrigerados há cinco anos, está agora a ser convertido num carregador móvel – o AddVolt EV ‘Powerbank’.

Segundo o responsável, o novo dispositivo é “tão fácil de usar como uma ‘powerbank’ (bateria portátil) de um telemóvel”.

“Imagine que vai jantar ou almoçar ao centro do Porto, usa um dos parques de estacionamento convencionais e até porque já um dos lugares reservados a veículos elétricos está ocupado com uma viatura, não tem mais possibilidade e vai estacionar o carro num lugar convencional. Imagine o que era haver uma ‘powerbank’ móvel no parque, que pudesse deslocar até ao seu veículo e fizesse aí uma carga de apenas 15 minutos que lhe garantia uma autonomia de 50 quilómetros”, explicou.

A ideia passa então por fazer chegar esta tecnologia a estabelecimentos, como restaurantes ou edifícios públicos, de modo a que “todos os lugares de estacionamento sejam funcionais” e se evite “a instalação de infraestruturas de elevado investimento, como os postos de carregamento”.

O dispositivo de aço-inox, que tem uma capacidade de 23kw/hora e é carregado numa tomada convencional, está preparado para “servir” veículos estacionados em espaços exteriores e interiores no máximo até 200 quilómetros.

“A carga nunca é para a autonomia total do carro, mas para servir um veículo 50, 100, no máximo 200 quilómetros. Uma carga completa vai até ao máximo de 200 quilómetros”, referiu Bruno Azevedo.

E acrescentou: “esta é uma primeira solução que surge de uma das primeiras unidades que circulam nos veículos, à medida que vamos ter unidades que sejam desinstaladas dos camiões vamos convertê-las em ‘powerbank’ para disponibilizar ao público”.

A solução, que foi esta quinta-feira apresentada na UPTEC no âmbito do TechNorValue, um programa que visa promover a inovação das pequenas e médias empresas da região Norte, vai ficar disponível no parque de estacionamento da UPTEC “para servir visitantes, colaboradores e trabalhadores”.

Bruno Azevedo acrescentou, no entanto, que a ideia passa, futuramente, “por comercializar a solução e torná-la disponível a várias empresas para que possam explorar a solução de mobilidade”.

Atualmente, a empresa, que emprega 12 colaboradores, trabalha com empresas nacionais como a Luís Simões e Transportes J. Amaral, tendo também outras parceiras no mercado europeu, nomeadamente, em países como a Alemanha, Holanda, França e Espanha.