De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Portugal

PCP: Jerónimo reeleito diz que não está à experiência

Jerónimo de Sousa garantiu hoje que não está “a prazo datado, nem em período experimental”, aos delegados ao congresso do PCP, em Loures, depois de ter sido eleito pela quinta vez para secretário-geral do partido.

A frase foi improvisada e não estava discurso escrito distribuído pelo partido e surgiu quando se referiu às votações feitas no congresso e pelo comité central e ao dizer que o partido reafirmou a sua “natureza e identidade marxista-leninista”.

“Não estamos aqui a prazo datado, nem em período experimental, mas sim disponíveis para fazer o que temos de fazer, o que o congresso decidiu”, disse, na única referência a questões internas do partido e do congresso.

O mandato dos órgãos eleitos neste congresso, o XXI, é de quatro anos, até 2024.

O secretário-geral é, pelos estatutos, eleito pelo comité central do partido.

Jerónimo de Sousa, 73 anos, lidera o partido há 16 anos, desde 2004.

Depois de dias e semanas e polémicas sobre o PCP realizar o seu congresso em tempo de pandemia, e num fim de semana alargado de recolhimento obrigatório, Jerónimo justificou-se e falou em “ensinamentos”.

Ou seja, que “não existe nenhuma dificuldade intransponível para garantir a segurança sanitária e o exercício de direitos e liberdades”.

“Temos essa tese irrefutável que os direitos defendem-se exercendo-se”, disse.