De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Paulo Rêgo vence prémio de tradução com obra “Fora de Si”

A tradução do romance “Fora de Si”, da autora russa Sasha Marianna Salzamann, valeu a Paulo Rêgo o Grande Prémio de Tradução Literária Francisco Magalhães.

O Prémio, no valor de 2.500 euros, é promovido pela Associação Portuguesa de Tradutores, tendo o júri sido constituído por Teresa Maria Serruya, Alexandre Lopes e João Ferreira Duarte.

“Fora de Si” foi publicado em Portugal em maio do ano passado, pelas Publicações D. Quixote. Segundo a editora, trata-se de um romance que “explica como alguns episódios do século XX influenciaram decisivamente o novo milénio”.

A obra “conta a história de quatro gerações de uma família – a história do antissemitismo latente e indisfarçado na União Soviética; a história da emigração e da esperança de uma vida melhor num país estrangeiro; a história de uma geração educada no país de acolhimento que perdeu o rasto da pátria e procura, mesmo assim, um lugar de pertença; a história de uma busca: de um irmão desaparecido, de auxílio, de identidade”.

O romance atravessa cem anos de história, da Revolução Russa, até 2016, em Istambul, na Turquia, quando uma tentativa de golpe de Estado levou ao reforço de poder do Presidente Recep Tayyip Erdogan.

Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, na variante de Estudos Ingleses e Alemães, em 1994, Paulo Rêgo traduziu outros autores, designadamente, Stefan Zweig, Marga Berck, Benedict Wells, Robert Menasse, Günter Grass, Hermann Hesse e Hans Falada.

“Fora de Si”, romance de estreia de Sasha Marianna Salzamann, foi a primeira obra da escritora editada em Portugal.

Com Menções Honrosas foram distinguidas as traduções de João Mota de “Lord Jim”, de Joseph Conrad, de Joana Cabral, de “A Sucessão”, de Jean-Paul Dubois, e ainda de Ana Lourenço e Maria João Lourenço de “A morte do Comendador”, de Haruki Murakami.