De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Europa

Os estranhos pacotes de sementes que vão chegando à Europa

Várias pessoas em vários países europeus estão a receber pacotes de sementes asiáticas sem as terem encomendado.

Em Portugal, o Ministério da Agricultura emitiu um alerta para as sementes asiáticas que estão a chegar a casa de cidadãos que nunca as solicitaram. A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), entidade responsável por este tipo de situações em Portugal, refere que o fénomeno é ainda muito recente no país e que faltam muitas peças para resolver este mistério.

A Comissão Europeia está a trabalhar em cooperação com os ministérios da Agricultura de vários países europeus, no sentido de monitorizar a chegada de pacotes de sementes e trocar informações.

De acordo com Paula Carvalho, sub-diretora da DGAV, em entrevista à SIC Notícias, os destinatários têm sido pessoas privadas sem qualquer ligação à agricultura que começaram a receber amostras, reportadas como relógios ou jóias. Em causa pode estar um esquema de fraude, visto que as encomendas são falsamente declaradas e acabam por passar no controlo alfandegário.

Estas encomendas não são solicitadas, isto é, são enviadas sem que o destinatário tivesse procedido a uma encomenda. Quem as recebe não as deve semear, nem deitar no lixo. Se recebeu uma encomenda deve entregar os pacotes às autoridades.

As encomendas estão a ser enviadas a partir de vários países asiáticos, nomeadamente, China, Singapura, Malásia, Taiwan e Vanuatu – um país na Oceânia.

O primeiro país a reportar casos foi os Estados Unidos, que começou a receber as sementes no mês de julho. No continente europeu, sabe-se que Luxemburgo, Reino Unido, França, Holanda, Alemanha, Irlanda e Portugal reportaram a existência destes pacotes.