De que está à procura ?

Colunistas

O meu País chama-se Abril

Não tenho o menor traço de nacionalismo e mesmo o meu patriotismo é mais funcional e folclórico do que estrutural.

Mas o dia em que o meu país não celebre o 25 de Abril é o dia em que eu penso seriamente em abdicar da minha nacionalidade.

Não para obter alguma outra, não porque deixe de ser patriota da forma que sou, mas porque me recuso a ter a identidade garantida pour um estado ao qual não reconhecerei então legitimidade para o fazer.

Seguirei sem pátria.

 

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

TÓPICOS