De que está à procura ?

Colunistas

O amor imperfeito

Sei bem que falo vezes sem conta do amor
E sem amor a vida existe?
Sei bem que tu aí desse lado procuras um amor perfeito
Se soubesses que amores perfeitos não existem
Se soubesses que nunca podemos ter certeza de nada
Se soubesses que a vida é assim cheia de incertezas
E de futuros desconhecidos
Seguirias melhor a tua intuição e sem medos e merdinhas
Mergulharias nesse oceano dos rumos ao infinito
Sabes, eu, sabes quem sou?
Eu não sou ninguém e no entanto sou o tudo que me permito ser
Tu és exatamente isso, és o tudo e o nada
E só podes ser tu
Se deixares de te fazer mil e umas perguntas
E, no entanto, continuares a fazê-las é o caminho certo!
Sabes, numa manhã de domingo, eu bani o amor
E fui ser vagabunda num mundo que nem sabia o que era
Questionei tudo
Descobri palácios e ruas vadias
Ri e chorei!
E falei para mim mesma
Raio de mundo este… onde ninguém é quem é!
Que raio de mundo de aparências e de cópias vazias e arrogantes.
Fugi do amor
Porque o amor deixa-me vulnerável e quase dependente de alguém
Porque o meu nome é independência
Porque o amor foi um dia sinónimo de sofrimento e de nada
Mas nós, seres imperfeitos, podemos, sim, ter o amor imperfeito
Imperfeito e sincero
Autêntico e assustador
Incontrolável e intenso
Basta seres tu mesmo, tu mesma
E dares oportunidade à tua vida terrestre de agora!

É, eu tenho o meu amor imperfeito
Que é perfeito para mim
Porque somos os dois imperfeitos e sabemo-lo
Porque damos as mãos invisíveis nos momentos certos
Porque aprendemos sempre um com o outro
Porque crescemos todos os dias e quem éramos ontem já não somos hoje
Porque respeitar o outro é a nossa devisa
Ninguém acreditava, ninguém acredita no nosso amor imperfeito
Mas isso que importa?
Importa saber se o amor é para toda a vida ?
Pois é, isso todos queríamos saber porque o medo de sofrer é maior do que tudo
Eu decidi não querer saber
Eu vi que o que existe é o presente
Porque o passado já lá foi
E do meu futuro nada sei
Em breve, o meu amor maravilhoso e autêntico faz anos
E eu queria agradecer-lhe porque ele é ele
Porque ele só sabe ser ele
Porque ele é especial e nem o sabe
E por essa razão o amei desde o primeiro momento e nem sabia
O passado trouxe-me até ti
O passado trouxe-te até mim
Os nossos passados de dor, incompreensões e injustiças
Permitiram este amor imperfeito
Pois que assim seja!
Obrigado, meu amor imperfeito, pois és perfeito para mim.

BV250621

(Texto dedicado ao meu amor, José Luís Correia, que entra agora no seu Ano Novo! Muitos parabéns, meu amor, acompanhados sempre do girassol!)

 

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

TÓPICOS