De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

O Abraço à tua Sombra

“A sombra é o que melhor nos ensina a entrar na luz”

Ram Dass

São imensos os relatos de sofrimento que me contam nas consultas. Depois de ouvir, escutar e sentir, concluo que, na maioria das vezes e mesmo nos clientes em que a auto-estima é elevada, a dor reside no facto de que as pessoas não abraçam a sua própria sombra.

Vejamos o seguinte exemplo.

Um jovem marcou uma consulta para que o orientasse num assunto amoroso. Expôs que tinha uma relação amorosa há 2 anos e que mantinham acesa a chama do primeiro encontro. No entanto, existia um mal-estar nele que se refletia na relação, gerando discussões com palavras duras e até dias de afastamento. O seu mal-estar interior era a causa de tudo isso, pois ele tinha já ocultado coisas à sua companheira. Por exemplo durante todo o tempo em que tinham estado juntos, ele não lhe tinha revelado que a sua profissão não era a que ela pensava que era. Trabalhava de facto na instituição que referiu à namorada, mas não nas funções que lhe dissera. Sabia que era errado, mas o medo de não ser estimado por ela caso lhe dissesse a verdade era como uma espada a atravessar o seu peito. O tempo foi passando e o medo foi crescendo, criando cada vez mais entraves à revelação da verdade.

Como consequência, ela não percebia o motivo de ele adiar uma vida em comum e ele sofria pelo que lhe escondia. O trabalho terapêutico residiu apenas em ajudar este jovem a abraçar a sua própria sombra. Nada liberta mais do que aceitar quem somos, aceitar que um dia tivemos necessidade de mentir ou até de trair, mas que tudo isso está no passado. Amar o que somos, incluindo os nossos defeitos, é a chave da felicidade.

A sombra é o lado de nós que muitas vezes preferimos esquecer, para o qual não queremos olhar e aquilo que não conseguimos enfrentar. Somos tão pressionados para ser uma “boa pessoa” que tememos os lados menos bons da nossa personalidade. Mas eles estão lá… Afinal somos apenas humanos. Onde houver luz haverá sempre sombra, pois uma não existe sem a outra. A cura e o caminho para nos tornarmos melhores pessoas nunca passarão por negar esta faceta sombria, mas sim por compreendê-la, aprender com ela e crescer. Abraçar a nossa sombra leva-nos a iluminá-la e a trazê-la à superfície, permitindo assim libertar-nos.

Depois de duas sessões de terapia o jovem aceitou-se, descobrindo o amor por si próprio e por todos os seus defeitos. Isso permitiu-lhe acabar com a dor e prosperar na sua relação amorosa. Sentiu-se confortável para abrir o coração e explicar à namorada que a sua situação laboral era diferente do que ela pensava. A sua companheira aceitou-o como ele era, e passaram ao passo seguinte da relação.

Não tenha medo de abraçar o que mais o assusta. Só é possível crescer como pessoa depois de enfrentar o medo da sombra.

Cristina Gomes, Lado Violeta

+351 926822307 +352 661337215

www.ladovioleta.com