De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

Nesta central dos versos

Aqui nesta central de versos

Vem à noite ter comigo

Shakespeare em pessoa,

Fernando em pessoa

Poetas repentistas- cantadores

E outra gente de cultura boa.

 

Sem preconceito mando entrar a todos

Ficam lá fora ficam sabichões e os tolos

Os sabichões da minha terra com ternura

Tentam convencer-me de  noite até madrugada

Nem os cavalos lá fora andam solta com secura

E o tempo passa e continuo a escrever sem dar por nada.

 

Na central de versos e com fantasia

Vem ao meu encontro o Manel e Maria

Alamedas líricas de minha infância

Jardins em rosa com cicatrizes

Que contemplo atentamente á distancia.

 

E dentro de mim rebentam raízes

Inspiração e uma rota e um areal

Horizontes com por-do-sol com e esperança

Esta central de versos fica bem no centro

De S. Pedro do Sul, do Sol e Lafões

É mesmo real! Na escrivaninha sentado noite dentro

Continuo aprimorando este poema que está  lendo!

 

José Valgode