De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Portugal

Mulher regressada de França foi detida por quebrar quarentena

Já foram detidas 16 pessoas pela GNR e pela PSP por desobediência das medidas impostas pelo estado de emergência decretado na sequência da pandemia da Covid-19.

As situações de risco estão a ser alvo de controlo apertado pelas polícias, logo à entrada de Portugal, mas também nas suas residências, cujos postos ou esquadras são alertados e fazem visitas de verificação. O objetivo é confirmar cumprimento da quarentena e aferir evolução do estado de saúde dos possíveis infetados.

Uma das detidas é precisamente uma emigrante, de 40 anos, que tinha regressado de França no passado sábado com o marido. O casal entrou em Portugal por Chaves e, ao cruzar a fronteira, foi identificado e avisado de que estava obrigado a um período de quarentena por ter vindo do estrangeiro, mais ainda por ter atravessado duas áreas de risco.

Todavia, logo no dia seguinte, os militares da GNR de Lever foram avaliar o cumprimento e constataram que a mulher circulava em plena via pública, violando o dever de isolamento a que tinha ficado obrigada. Foi detida, constituída arguida e sujeita a termo de identidade e residência, com obrigação de permanência no domicílio.

Leia o artigo completo em Jornal de Notícias.