De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Melhor festival ibérico é em Portugal

O Meo Sudoeste conquistou o prémio de Melhor Grande Festival na 5.ª edição dos Iberian Festival Awards (Prémios dos Festivais Ibéricos), cuja cerimónia decorreu este ano ´online´ devido às restrições impostas pela pandemia da covid-19.

No palmarés divulgado pela organização, da responsabilidade da Associação Portuguesa de Festivais de Música, foram ainda distinguidos o Bons Sons na categoria de Melhor Festival de Médio Formato (a nível nacional), e o Artes à Vila na categoria de Melhor Festival de Pequeno Formato (a nível ibérico).

Os Iberian Festival Awards distinguem a indústria dos festivais de música de Portugal e Espanha, sendo este palmarés referente ao ano passado. Nalgumas categorias os vencedores foram escolhidos por um júri e, noutras, pelo público.

Portugal foi ainda distinguido na categoria de Melhor Festival de Interior, atribuído ao Revenge of the 90’s (a nível ibérico), e na Melhor Promoção Turística, Festival Med (vencedor nacional), enquanto o Bons Sons também foi escolhido no prémio para Melhor Receção (a nível nacional).

O galardão para Melhores Infraestruturas foi para o Edp Cooljazz (a nível nacional), e o vencedor ibérico para Melhor Programa Cultural foi o Festival de Sines, enquanto o Festival Iminente venceu também a nível ibérico na Melhor Comunicação e Marketing.

O BraceIn venceu na categoria de Melhor Fornecedor de Serviços (a nível nacional), e o Melhor Uso de Tecnologia foi para a Critec Creative Agency/AgitÁgueda (nível ibérico), enquanto o Festival Prio arrecadou o prémio para Melhor Marca (nível nacional).

O prémio para Melhor Festividade foi para as Festas de São João do Porto (ibérico), e o Melhor Festival Académico da Juventude para o Festival Académico de Lisboa (ibérico), enquanto a Melhor Performance ao Vivo em Portugal e Espanha, coube aos Ornatos Violeta/Festival F (nacional).

Já na Melhor Performance ao Vivo internacional, o vencedor foi Bryan Ferry/Wine & Music Valley (ibérico), e no prémio de Contribuição para a Sustentabilidade, o Tradidanças venceu a nível nacional.

O Med foi considerado o Melhor Festival Lusófono e Hispânico, e o prémio Melhor Foto foi para Midamideta/Vodafone Paredes de Coura (nível nacional), com a RFM a arrecadar o galardão de Melhor Media Partner (ibérico), e o Melhor Festival Não-Musical para o Comic Con Portugal (ibérico).

O Melhor Evento foi atribuído a Exib Música (nacional), e o Prémio INATEL coube a Omiri, um projeto musical de reinvenção da música portuguesa. O Prémio de Excelência foi para Jordi Lauren, diretor da Playplan.

A organização indicou que os galardões ibéricos vão regressar em outubro de 2021 para celebrar os festivais desse mesmo ano, já que estes eventos foram adiados em 2020 devido à pandemia.

#portugalpositivo