De que está à procura ?

Colunistas

Medo – parte II 

O ser humano é valorizado pela sua coragem e não pelas pequenas tarefas que desempenha no dia-a-dia, as quais não exigem esforços para o autodesenvolvimento espiritual. Os pequenos desafios sim, é que acrescentam força ao nosso espírito. Portanto, não fuja das barreiras. Saiba transpô-las com sabedoria  que é sinónimo de coragem. 

Medo e ira – Inimigos do nosso organismo 

Ao sentirmos medo, ou ficarmos irados, a secreção de adrenalina em nosso organismo torna-se muito elevada no sangue, provocando arrepios, lacrimejamento, suor frio, tremores, etc.. Ao ocorrer o aumento dessa secreção aparece, no sangue e na urina, maior quantidade de glicose. Quando o excesso de adrenalina chega à musculatura do estômago, este diminui a capacidade de contração porque perde o tono muscular, resultando em atonia gástrica, gastroptose, etc.. Portanto saiba que ansiedade, preocupações, medos e todo tipo de ressentimentos provocam excesso de secreção de adrenalina que implica o afrouxamento dos músculos do estômago reduzindo-lhe a capacidade de contração. Dessa forma, com o estômago inativo, o excesso de sangue precisará ser enviado às outras partes do corpo, que causará certas alterações. 

Por exemplo: na cabeça, deixará a pessoa bastante agressiva; no coração aumentará os batimentos cardíacos e no fígado fará com que este devolva o excesso de glicose para o sangue, aumentando o nível de açúcar na corrente sanguínea. Isto fará aumentar o combustível que activará os músculos, deixando-os tensos e prontos para reagir. Assim, nos momentos de nervosismo, o excesso de adrenalina fará o organismo concentrar todas as energias para reagir contra o agressor. Quando uma pessoa que acumula essa adrenalina, que deveria ter sido queimada de alguma forma, se depara com certas situações, ela reage violentamente contra. Desta forma, cria-se um círculo vicioso e será quase impossível eliminar o acúmulo dessa secreção. Portanto, quanto mais tensa a pessoa ficar, mais adrenalina no sangue ela acumulará e o seu organismo sentirá a necessidade de expelir, de alguma forma, esse excesso que, acumulado, provocará diabetes. Mude a sua atitude mental e solucione os conflitos íntimos que causam tantos transtornos. 

Para que temer a vida e as pessoas, se elas são apenas reflexo daquilo em que você acredita?

A Medicina Chinesa ajuda a acabar com o medo trazendo-lhe vitalidade, alegria e paz. Experimente pois há uma vida antes e uma após ter feito a Medicina Chinesa.

Mude, torne-se uma nova pessoa! E a vida retribui!

Carla Santos

Naturopatia – Medicina Chinesa – Coaching PNL

20, rue de Rumelange

57840 Ottange – França ( a 600 metros de Rumelange)

GSM (+352) 661 720 803 ou 0033 634 962 651

https://www.facebook.com/MTC.Naturopatia.PNL

http://www.therapie-alternative.weebly.com

 

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

TÓPICOS