De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Europa

Marcelo abre ano académico do Colégio da Europa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, foi convidado para dar a aula inaugural do ano académico 2020/2021 do Colégio da Europa, em Bruges, na Bélgica, que se realizará no dia 13 de outubro. Esta informação foi divulgada no portal da Presidência da República na Internet, numa nota em que se assinala que esta instituição de ensino escolheu para patrono do novo ano académico o antigo chefe de Estado português Mário Soares.

A Presidência da República refere que, “todos os anos, esta instituição de ensino pós-graduado, fundada em 1949 por nomes como Winston Churchill, Salvador de Madariaga ou Alcide de Gasperi, homenageia um grande europeu, atribuindo-lhe a ‘tutela’ do ano académico em causa, e convida, para dar a aula inaugural aquando da cerimónia de abertura, uma personalidade política de relevo na Europa”.

O Colégio da Europa decidiu, neste ano, atribuir “o ‘patronato’ académico a Mário Soares e convidou o Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa para, no dia 13 de outubro, em Bruges, proferir a aula que dará o arranque ao ano letivo desta instituição de ensino prestigiadíssima”.

“A nova reitora do Colégio, a antiga alta representante europeia para os Negócios Estrangeiros e vice-presidente da Comissão Europeia, Frederica Mogherini, traçará o perfil de Mário Soares, no início do ano académico que terá o seu nome, num período decisivo para o futuro da Europa e do projeto de União Europeia que o Colégio da Europa tão bem conhece e sobre o qual ensina”, adianta a Presidência da República.

Marcelo Rebelo de Sousa “dará a aula magistral inaugural que, como todos os anos, ficará a constituir uma referência política e académica para a vida europeia e para os professores e estudantes do Colégio da Europa, entre os quais se têm contado muitos portugueses ao longo dos anos”, lê-se na nota.

“E se no ano passado foi o Presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, a abrir o ano ‘Hannah Arendt’, em precedentes anos académicos falaram em Bruges o próprio Mário Soares, Felipe Gonzalez, François Mitterrand, Margaret Thatcher, Jacques Delors, António Guterres, Valéry Giscard d’Estaing, José Manuel Durão Barroso, Jean-Claude Juncker, Angela Merkel, Mariano Rajoy, António Costa, Antonio Tajani, entre tantos outros”, assinala-se, na mesma nota.

#portugalpositivo