De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Mundo

Mais uma importante descoberta contra a covid-19

Os cientistas da escola de medicina da Universidade de Pittsburgh conseguiram isolar “a mais pequena molécula biológica” capaz de neutralizar o vírus da covid-19. Trata-se de uma molécula que é dez vezes mais pequena do que um anticorpo de tamanho completo mas que neutraliza “completa e especificamente” o vírus SARS-CoV-2 e foi usada para criar um fármaco, o Ab8, capaz de tratar e prevenir o novo coronavírus.

O estudo dos investigadores de Pittsburgh foi publicado na segunda-feira na revista científica Cell e assegura que o Ab8 é muito eficaz para prevenir e tratar a infeção por covid-19 em ratos e hamsters. Por se tratar de uma molécula de tamanho reduzido, tem grande potencial de difusão entre os tecidos para neutralizar o vírus e permite que o medicamento seja administrado por vias alternativas, nomeadamente através da inalação. E, por não se unir às células humanas, é menos provável que tenha efeitos secundários nefastos entre os doentes.

O autor principal do estudo agora publicado na revista Cell é Dimiter Dimitrov, diretor do Centro Pitt de Terapia de Anticorpos, e que foi um dos primeiros a descobrir anticorpos capazes de combater o coronavírus que provoca a SARS (Síndrome Respiratória Aguda grave), cujo surto remonta a 2003. Em fevereiro passado, juntamente com a sua equipa, Dimitrov começou a examinar grandes bibliotecas de componentes de anticorpos, elaborados com amostras de sangue humano, e encontrou vários candidatos ao combate à covid-19.

O Ab8 foi usados em ratos em diferentes concentrações e, mesmo na dose mais baixa, conseguiu diminuir dez vezes a quantidade de vírus nos animais.