De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Lusodescendente Joyce Cândido dá concerto em Portugal

A edição de 2020 do FIMUV – Festival Internacional de Música de Paços de Brandão arranca no próximo sábado, dia 3 de outubro, com o concerto de Joyce Cândido no Cineteatro António Lamoso, em Santa Maria da Feira.

Formação erudita e world music irão combinar-se num espetáculo em que a artista lusodescendente, recém-convidada para um dueto com António Zambujo, revela os méritos que a levaram a ser distinguida como porta-voz da música brasileira nos Estados Unidos e apontada como embaixadora do novo samba no Japão.

Formada no universo ímpar da Broadway, Joyce Cândido é também pianista e bailarina, evidenciando uma formação séria e abrangente que faz dela uma artista versátil e completa, embora sempre leal ao melhor estilo brasileiro.

Poucos meses após gravar com António Zambujo o tema “Queria morar num boteco”, Joyce Cândido vem a Portugal para atuar ao vivo no arranque do 43.º FIMUV. O concerto vai decorrer a 3 de outubro no Cineteatro António Lamoso, com bilhetes ao preço simbólico de cinco euros, e o espetáculo adivinha-se já um dos momentos mais marcantes da edição de 2020, ano tão atípico em que as restrições impostas pela situação pandémica mundial obrigam a maiores cuidados na plateia e, também por isso, a maior alegria e otimismo em palco.

Essas são duas das emoções que se esperam da performance pela artista multifacetada que começou a sua formação em piano e voz no Conservatório Carlos Gomes, no estado de São Paulo, e depois prosseguiu a sua aprendizagem em música e dança em instituições de reputação mundial como o Broadway Dance Center, o Alvim Ailey American Dance Center e o estúdio Steps on Broadway.

Conciliando aulas com atuações, acabaria rapidamente por ser premiada pela associação que reúne jornalistas brasileiros em funções de correspondentes noutros países: foram eles que a elegeram como a melhor intérprete do Brasil nos Estados Unidos. Entretanto, afirmou-se ainda no continente asiático, ficando reconhecida como embaixadora da música brasileira no Japão.