De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Europa

Lucros da Johnson & Johnson não param de subir

A farmacêutica Johnson & Johnson anunciou esta quarta-feira um aumento de 32,4% no lucro líquido do primeiro semestre, que atingiu 12.474 milhões de dólares (10.600 milhões de euros), graças à maior procura de produtos após o confinamento.

No segundo trimestre, a empresa norte-americana aumentou as vendas em 27,1% face ao período homólogo de 2020 e os lucros dispararam 73,1% para 6.278 milhões de dólares (cerca de 5.325 milhões de euros).

A Johnson & Johnson registou entre janeiro e junho receitas de 45.633 milhões de dólares, 16,9% acima do registado no mesmo período do ano anterior, com um aumento das vendas nas suas principais áreas de negócio.

As vendas de equipamentos médicos aumentaram de forma muito significativa, mais de 62%, graças a um relativo regresso à normalidade no setor da saúde, enquanto as receitas do negócio farmacêutico da multinacional também cresceram claramente (17,2%).

A vacina contra a covid-19 deu à Johnson & Johnson receitas de cerca de 165 milhões de dólares, muito longe dos números alcançados por empresas concorrentes como a Pfizer e a Moderna, cujas vacinas baseadas na tecnologia do ARN mensageiro estão a ser mais utilizadas.