De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Desporto

Liga Europa: Guimarães inspirado massacra letões

O Vitória de Guimarães garantiu a presença no ‘play-off’ da Liga Europa de futebol, com um triunfo 6-0 sobre o Ventspils, da Letónia, o resultado mais volumoso da história dos minhotos nas provas europeias.

A equipa portuguesa conseguiu uma vitória por 3-0 na primeira mão e hoje, a jogar em casa, mostrou-se novamente superior a um adversário mal organizado defensivamente, tendo construído o resultado com golos de Davidson (28 minutos), Rochinha (47 e 58), João Carlos Teixeira (79), João Pedro (80) e Pepê (86).

Com cinco triunfos em cinco jogos oficiais, materializados com um registo de 15 golos marcados e nenhum sofrido, a equipa treinada por Ivo Vieira vai disputar a eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga Europa.

O Vitória entrou em campo com o mesmo ‘onze’ que alinhou na Letónia, mas Ivo Vieira teve de o alterar em resultado da lesão precoce de Joseph: o médio ganês cabeceou ao lado na primeira oportunidade da partida, ao minuto dois, e caiu mal, tendo deixado o relvado numa maca.

Com André Almeida no lugar de Joseph, a equipa portuguesa continuou a mandar no jogo e ameaçou de novo o golo por Pedro Henrique, aos 12 minutos, mas o Ventspils, sempre com Tosin Aiyegun e Mikhail Serhiichuk à espera de um contra-ataque ou de uma bola longa, também levou perigo à baliza vitoriana, por Aiyegun, aos 21.

A formação vimaranense soube, porém, aproveitar uma bola parada para abrir o marcador, tal como acontecera na primeira mão: após canto de Rochinha, Davidson ganhou a bola ao segundo poste, rematou para defesa de Kudrjavcevs e marcou na recarga.

O golo praticamente não influenciou o curso do jogo até ao intervalo, com os portugueses a ameaçarem o segundo, em remates de Alexandre Guedes, aos 34 minutos, e de Rochinha, aos 45+1.

Já o Ventspils obrigou Miguel Silva a defesa atenta nos últimos segundos da primeira parte, após cabeceamento de Hélio Batista (45+3), e criou a sua melhor ocasião na partida logo após o reatamento, quando Serhiichuk tentou contornar o guardião e, na recarga, atirou ao lado (46).

A equipa lusa revelou bem mais qualidade na finalização, com Rochinha a dilatar a vantagem, aos 47 minutos, num remate ao ângulo superior, e a ‘bisar’ aos 58, num lance em que teve todo o tempo para receber a bola e decidir onde a colocar.

Entre os segundo e terceiro golos, a organização defensiva letã ‘ruiu’, com os jogadores vitorianos a entrarem facilmente na área com simples tabelas, a criarem sucessivas ocasiões e a marcarem ainda mais três golos.

O recém-entrado João Carlos Teixeira marcou num remate de fora da área, em que o guardião letão foi mal batido, o avançado João Pedro fez o seu golo numa emenda à ‘boca’ da baliza e Pepê chegou ao golo num remate em arco, já no interior da área.