De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Justiça suíça expulsa emigrante português

Um português emigrado em Charrat, na Suíça, foi condenado a dois anos de prisão pelos tribunais por ter agredido um agente policial com uma pedra.

O caso remonta a 2017, quando o português, embriagado e com uma postura violenta, tentou entrar na casa da ex-companheira, de quem estava proibido de se aproximar devido a antecedentes de violência doméstica.

Ao ser interpelado por um agente da força policial suíça, o português, de 40 anos, terá partido para a agressão através do arremesso de uma pedra. Como resposta, foi baleado numa perna e, posteriormente, detido.

Em tribunal, o emigrante português pediu uma indemnização de 13.600 euros ao agente da polícia, exigindo ainda que este fosse condenado por agressão com arma de fogo, avança o Diário de Notícias.

O tribunal, por sua vez, rejeitou os pedidos, tendo declarado o português como culpado, sentenciando-o ainda a uma pena de prisão efetiva de dois anos e decretando a sua expulsão e interdição de entrada na Suíça durante os cinco anos seguintes.

O emigrante terá ainda de pagar uma coima de 455 euros.